18.5 C
Rondonópolis
, 19 maio 2024
 
 

Gleba Rio Vermelho: Associação reconhece apoio do A TRIBUNA para obra de drenagem

Leia Mais

- PUBLICIDADE -spot_img

O presidente da Associação Nova Aliança Gleba Rio Vermelho, Nelsivon Silva Gomes, entrou em contato com o A TRIBUNA para agradecer o apoio dado à entidade na luta pela grande obra de drenagem junto à BR-364/163 que resolveu definitivamente a situação do acesso à Gleba Rio Vermelho.

Parte da obra de drenagem que resolveu o problema na Gleba Rio Vermelho – Divulgação

O problema na Gleba Rio Vermelho começou a surgir após 2009 com as obras da travessia urbana, quando houve a duplicação do trecho entre o antigo aeroporto e a PRF. Sem nenhum tipo de canalização, a enxurrada que vinha da BR-364 encontrava na entrada da estrada de chão que dá acesso à Gleba o único caminho para passar, e com isso, provocava muitas erosões no local. Além disso, quando chovia, um verdadeiro rio se formava e não tinha como passar com veículos.

Os moradores iniciaram a luta pela obra de drenagem na rodovia em 2014, sendo encampada pela Associação em 2016, tendo o acompanhamento com matérias pelo A TRIBUNA. Nesse período, a Associação Nova Aliança articulou várias reuniões com os órgãos competentes, visando uma solução para a questão. Ao acionarem o Ministério Público Federal (MPF), anexaram as matérias sobre o problema feitas pelo A TRIBUNA. O MPF instaurou uma ação civil pública e culminou com a obra de drenagem que resolveu a situação do acesso a Gleba Rio Vermelho.

Uma das matérias do A TRIBUNA sobre o problema feita em 2017 – Divulgação

No local, a concessionária Rota do Oeste construiu uma galeria de água. O investimento no serviço foi de R$ 8,5 milhões. Agora, a água da chuva que cai sobre a rodovia é escoada por uma passagem subterrânea, passando pelo Praia Club e desaguando em uma Área de Preservação Permanente (APP) no sentido norte da rodovia.

A estrutura construída vai do km 207 ao km 208 da BR-364, composta por um bueiro celular que foi moldado in loco na via de acesso da Gleba do Rio Vermelho, bueiros metálicos que passam por debaixo da rodovia e bueiros tubulares acompanhando o sentido norte da BR-364, até o canal a céu aberto estruturado para dar vazão à água.

Segundo Nelsivon, após a conclusão das obras, não houve mais problemas de alagamentos e enxurradas na estrada. “Precisamos sempre dar o crédito para quem nos deu crédito e acreditou e sensibilizou com a nossa causa”, atestou ele, lembrando que as matérias foram decisivas para sensibilizar os órgãos envolvidos. “O Jornal A TRIBUNA foi decisivo para esse feito”, concluiu.

Em janeiro, uma comissão da Associação Nova Aliança Gleba Rio Vermelho vai pessoalmente à redação do A TRIBUNA para fazer o agradecimento à direção.

- PUBLICIDADE -spot_img

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- PUBLICIDADE -

Mais notícias...

Baixa do Guaíba revela destruição e prejuízo em Porto Alegre

Este sábado (18) começou sem chuva e com sol em Porto Alegre. A água das ruas já baixou em...
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Mais artigos da mesma editoria

- Publicidade -spot_img