25.8 C
Rondonópolis
, 19 maio 2024
 
 

Com fim da pandemia: Rondonópolis tem queda em óbitos e aumento de casamentos

Leia Mais

- PUBLICIDADE -spot_img
Conforme o levantamento, foram registrados 1.490 óbitos em Rondonópolis em 2022, o que mostra uma redução de 23,7% com relação aos óbitos de 2020, e 19,5% em comparação com 2021 (Foto – Arquivo)

Dados das Estatísticas de Registro Civil de 2022 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados ontem (27), mostram redução de óbitos e aumento de casamentos em Rondonópolis em 2022 em relação aos anos de pandemia – 2020 e 2021.

A cidade também teve crescimento no número de óbitos fetais em 2022 em comparação com o ano anterior, ao passo que o número de nascidos se manteve estável.

Conforme o levantamento, foram registrados 1.490 óbitos em Rondonópolis em 2022, o que mostra uma redução de 23,7% com relação aos óbitos de 2020, e 19,5% em comparação com 2021, quando foram registrados, respectivamente, 1.844 e 1.781 óbitos.

O número de óbitos em 2022, após a pandemia, retornou ao patamar de 2019, quando foram registrados 1.311.

Além do impacto da pandemia no número de óbitos, a pesquisa de Registros Civis de 2022 ainda aponta que no período pós-pandemia, a cidade teve aumento na quantidade de casamentos, que passaram de 920 em 2020 e 1.072 em 2021, para 1.259 em 2022. Um crescimento de 17,4% em relação a 2021 e de 36,8% quando comparado a 2020.

Ao mesmo tempo em que foram registrados menos casamentos nos anos de pandemia, a quantidade de divórcios subiu, voltando a cair em 2022, pós pandemia de Covid-19. No total, foram registrados 493 divórcios em 2022, quantidade 24,7% menor que em 2020, quando 615 divórcios foram registrados.

Os dados do levantamento, contudo, não demonstram que houve impacto significativo com relação ao número de nascidos durante os anos de pandemia.

Foram registrados 4.336 nascimentos em 2022, enquanto que em 2021 foram 4.325 e em 2020, 4.104. Entre 2022 e 2021, o aumento nos nascimentos foi de apenas 0,25%.

 

 

———— CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

Por outro lado, os Registros Civis mostram um aumento significativo em 2022 com relação ao número de óbitos fetais, que cresceram 87,5% quando comparados com 2021. Ao todo, foram registrados 45 óbitos fetais em 2022 e 24 em 2021.

Óbitos caem no Brasil

Assim como em Rondonópolis, a pesquisa do IBGE também revelou que o Brasil registrou 1,5 milhão de mortes em 2022, uma queda de 15,8%, ou seja, 281,5 mil a menos em relação ao ano anterior. A queda das mortes, segundo o Instituto, é um efeito da imunização da população contra a covid-19.

O ano de 2021 tinha registrado recorde de mortes (1,78 milhão), na série histórica da pesquisa, iniciada em 1974. Ainda assim, 2022 teve aumento dos óbitos em relação a 2019, ano pré-pandemia (1,31 milhão de mortes).

No início de 2022, a covid-19 ainda afetou o número de mortes, devido à variante ômicron. Janeiro teve um total de 161,18 mil óbitos, o quinto mês com maior mortalidade da pandemia, ficando atrás apenas do período de março a junho de 2021.

Um dado que chama a atenção em relação a 2022 é o aumento do número de mortes para a população com menos de 15 anos. O crescimento chegou a 7,8% em relação a 2021 para as pessoas com até 14 anos. Entre as crianças de 1 a 4 anos, a alta foi ainda maior (27,7%).

Para Klívia Brayner, pesquisadora do IBGE, o aumento das mortes nessa faixa etária pode ter relação com a vacinação tardia de crianças e adolescentes contra a covid-19, já que entre as principais causas dos óbitos estão doenças respiratórias como gripe, pneumonia, bronquiolite e asma.

 

- PUBLICIDADE -spot_img

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- PUBLICIDADE -

Mais notícias...

Carlos Bezerra é internado em UTI após cair e bater a cabeça; quadro é estável

O ex-deputado federal e presidente estadual do MDB, Carlos Bezerra, deu entrada no Hospital São Matheus, na Capital, na...
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Mais artigos da mesma editoria

- Publicidade -spot_img