24.3 C
Rondonópolis
, 22 maio 2024
 
 

Novos cargos: Líder do prefeito é obrigado, mais uma vez, a retirar projetos

Leia Mais

- PUBLICIDADE -spot_img
Reginaldo Santos, líder do prefeito: “é uma inverdade dizer que está se criando 160 cargos” (Foto – Assessoria)

Sem os votos necessários para a aprovação, o líder do Executivo na Casa de Leis, vereador Reginaldo Santos (PSB), na sessão de ontem (10), foi obrigado novamente a retirar de pauta os polêmicos projetos encaminhados, em regime de urgência, na semana passada, pelo prefeito Zé Carlos do Pátio (PSB), criando mais de 160 cargos na estrutura organizacional de cinco secretarias municipais.

“Retiro todos os projetos da pauta de hoje (ontem) para ser apreciado na próxima sessão”, anunciou, na tribuna, o vereador Reginaldo, ao avaliar que as mensagens encaminhadas por Pátio não seriam aprovadas em plenário.

Na semana passada, diante da derrota iminente, o líder de Pátio agiu de forma semelhante. Para aprovar a matéria, são necessários, pelo menos, 14 votos favoráveis.

 

 

———— CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

“Não procede que os projetos se tratam de aumento de cargos. É uma inverdade dizer que está se criando 160 cargos”, repetiu Reginado, exemplificando o caso da Educação, uma das secretarias contempladas nos projetos.

“Não existe esta história de criação de 100 cargos na Educação. Na verdade, já existe o cargo de coordenador de escola. O que existe no projeto é passar a gratificação de R$ 1.554,12 para R$ 2.102,94. Sobre as outras secretarias vamos falar em momento oportuno”, atestou. O impacto previsto na folha da prefeitura, segundo ele, será de R$ 53.235,54 mensalmente.

“Quem quiser votar contra que vote. Mas, na próxima Ordem do Dia, quero mostrar isso para os vereadores, já que na última reunião não quiseram me ouvir”, lamentou.

Como noticiou o A TRIBUNA em sua edição de ontem, quando tratou do assunto, os vereadores praticamente o deixaram “falando sozinho”.
Crítico dos projetos, o vereador Subtenente Guinancio (PSDB) argumentou que o relatório apresentado pelo líder de Pátio não tinha base legal.

 

- PUBLICIDADE -spot_img

7 COMENTÁRIOS

  1. Lamentável um Vereador, servidor público de carreira, e que sempre votou contra os projetos pautados pelos servidores e sindicato, estamos entrando em período eleitoral, e os cabides de empregos existem, hoje os cargos comissionados (contratados), são composto por quase 60% da atual gestão, e os mesmo fazem campanha eleitoreira nos finais de semana denominado famosos “mutirões”. Quem consegue explanar de forma empírica o que realmente está acontecendo na atual gestão são os servidores efetivos! que são perseguidos, e nunca tivemos chances de diálogo com o prefeito “ZÉ CARLOS DO PÁTIO”.

  2. Como sempre tenta esconder a verdade com jogo de palavras. Criação de cabides de emprego em véspera de eleições sim. Até uma criança sabe disso. Respeite a inteligência dos cidadãos dessa cidade vereador.

  3. Que a população de Rondonópolis entenda que o péssimo serviços ofertados pela prefeitura como filas para pagar IPTU, demora de entrega de documentos solicitados, etc é devido a falta de servidor efetivo nos setores e a rotatividade dos servidores comissionados que não ficam em seus setores mais que seis meses e são transferidos para outro local, dando descontinuidade nos serviços daquele departamento. O novo servidor comissionado que chega tem que começar do zero e buscar informações para depois dar andamento nos serviços. Rondonópolis, o povo dessa cidade, que são trabalhadores, pagador de impostos, não merece esses serviços precários, somos uma cidade Bilionária e somos geridos como um mercadinho de bairro.

  4. Infelizmente um vereador que é servidor público e faz essas barbáries contra sua própria categoria, defendendo um prefeito que nunca foi gestor, e ainda por cima explicar o inexplicável. Vem com o papo de “fake news”, e o que é pior, está valorizando os servidores comissionados aumentando os salários! E nós servidores de carreira, analistas instrumentais? Passamos as duas gestões com a promessa de correção desse PCCV da Maldade que muito prejudicou os que ingressaram após 2016, nada foi feito até agora, e na minha opinião, não vai. Temos que aprender a votar!

  5. Vergonha, cabide de emprego para seus cabos eleitorais. As demissões já começaram para os que não apoiam o prefeito, vereadores na coleira, prefeito faz o que quer. Todos tem seus apadrinhados na prefeitura. Vamos ficar de olho.
    vergonha. vergonha.vergonha.vergonha.vergonha.vergonha.vergonha.

  6. Quer na próxima sessão explicar o inexplicável! Até parece que a população não estamos vendo qual é o propósito disso. Agora vamos ver, se a Câmara deixou de ser mesmo o puxadinho do Prefeito.

  7. Esse vereador, se diz servidor público, mas é uma vergonha para sua categoria. Ao inves de defender a valorização dos servidores que precisam atuar efetivamente para melhorar o serviço público, fica defendendo projeto para melhorar a situação de comissionados. Ah faça meu favor! Isso é tudo esquema para sustentar os cabos eleitorais, que nem vão trabalhar em ano eleitoral. Vergonha!!!!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- PUBLICIDADE -

Mais notícias...

Ainda o CRP: Lei com o cálculo autorial ficou para a próxima semana

Durante a reunião da ordem do dia da Câmara Municipal, realizada na tarde de ontem, a secretária municipal de...
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Mais artigos da mesma editoria

- Publicidade -spot_img