34 C
Rondonópolis
, 21 maio 2024
 
 

Maior de MT: Município exporta 744 milhões de dólares no primeiro trimestre

Leia Mais

- PUBLICIDADE -spot_img
Exportações de Rondonópolis entre janeiro e março deste ano representaram 11,9% do total exportado por Mato Grosso (Foto – Leandro Luciano)

Com aumento de 0,4%, Rondonópolis chega a US$ 744,59 milhões exportados até março deste ano. O montante solidifica a cidade como maior exportadora de Mato Grosso e 14ª do Brasil no período. Os números são do Ministério da Indústria e Comércio Exterior e foram divulgados nesta sexta-feira (5).

Os dados apontam ainda que as exportações de Rondonópolis entre janeiro e março deste ano representaram 11,9% do total exportado por Mato Grosso e 1% do Brasil.

Já as importações tiveram redução de 45,1% no primeiro trimestre de 2024 em comparação ao mesmo período do ano passado, chegando a um total de US$ 148,85 milhões. Com esse valor, Rondonópolis foi a maior importadora de Mato Grosso no período e a 87ª do Brasil. O total importado pela cidade representou 27,3% das importações mato-grossenses e 0,3% da brasileira.

Com US$ 744,59 milhões em exportações e US$ 148,85 milhões em importações neste primeiro trimestre do ano, Rondonópolis chegou a um superávit de US$ 595,74 milhões na balança comercial.

Os números do Ministério da Indústria e Comércio Exterior mostram também que, somente neste mês de março, as exportações rondonopolitanos somaram US$ 293 milhões enquanto as importações chegaram ao total de US$ 31,6 milhões.

Como sempre, os países asiáticos foram os maiores compradores de Rondonópolis neste primeiro trimestre. A maior parte das exportações, o equivalente a 32,7% do total exportado pela cidade, teve China como destino. Para o país, o total exportado chegou a US$ 243 milhões.

Também na Ásia, a Tailândia e a Indonésia estiveram entre os principais destinos das exportações locais. Para a Tailândia foram exportados um total de US$ 177 milhões, o que representa 23,8% das exportações de Rondonópolis. Para a Indonésia, as exportações chegaram a US$ 80,2 milhões, 10,8% do total exportado.

Por outro lado, as importações vieram especialmente de Rússia e Canadá. Enquanto que as importações da Rússia representaram 21,2% do total importado por Rondonópolis neste primeiro trimestre, do Canadá representaram 21%.

 

 

———— CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

A torta e outros resíduos da extração do óleo de soja foram os principais produtos exportados. Eles representaram 48% do total das exportações entre janeiro e março, somando um total de U$ 359 milhões.

Outros produtos como a soja, o algodão, a carne bovina e o milho representaram 28%, 14%, 4,2% e 3,9% do total das exportações locais no período.

Já os fertilizantes representaram, praticamente, o total das importações de Rondonópolis neste primeiro trimestre. A maior parte foi de adubos potássicos (45%), azotados (22%) e fosfatados (12%).

 

- PUBLICIDADE -spot_img

9 COMENTÁRIOS

  1. 744 milhões em dólares em três meses ! Bacana mesmo , e engraçado que bate esse recorde em 3 meses e em 20 anos, duas décadas e não conseguiram concluir um projeto antigo e necessário sobre o entroncamento das BR 364 com a 163 ( Posto Trevão ) que é o viaduto.

  2. Notícia burra. A produção agrícola do Estado de Mato Grosso para exportação é escoada pelo porto seco que fica na cidade de Rondonópolis e com isso a um erro em colocar a cidade de Rondonópolis como a grande produtora no setor agrícola.

    • Por isso estamos vivendo um tempo de incertezas, inversão de valores, fake news, DESINFORMAÇÃO.
      No primeiro parágrafo da matéria está escrito: “Os números são do Ministério da Indústria e Comércio Exterior e foram divulgados nesta sexta-feira (5)”.
      Você pode não achar, concordar ou gostar da notícia, mas daí dizer que é “burra”, é muitaaaa desinformação; pois a mesma é baseada em fatos e possui fonte governamental.

  3. Uma município que não tem nem uma trincheira sequer nos cruzamentos p/ fluir mais pacificamente o trânsito, uma cidade com ruas esburacadas em alguns casos sinalização ineficiente e não existe redutores de velocidade eletrônico

  4. É uma vergonha para os Matogrossenses em geral, exportam riquezas in natura e ficam a pobreza. O Município de Rondonópolis não tem verba pra fazer uma limpeza de ruas,,algumas ruas sem asfalto, sem tratamento de esgoto. Com toda essa riqueza exportada há que se gerar riquezas na cidade com valor agregado.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- PUBLICIDADE -

Mais notícias...

“Marinho Franco”: Aeroporto tem maior crescimento de passageiros em Mato Grosso em 2023

Dados do boletim do turismo da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), divulgado na última semana, mostram que...
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Mais artigos da mesma editoria

- Publicidade -spot_img