23.6 C
Rondonópolis
 
 

Foragido desde 2018: Condenado por matar cônsul da Argentina é preso pela PF em Rondonópolis

Leia Mais

- PUBLICIDADE -spot_img

A Polícia Federal (PF) prendeu ontem (1º), em Rondonópolis, um homem de 57 anos que estava foragido da Justiça desde 2018. Além de outros crimes, ele foi condenado pelo assassinato de um cônsul argentino, crime ocorrido em 1995. Segundo a PF, ele vivia em Rondonópolis com documentos falsos e vinha levando uma vida normal na cidade.

O mandado de prisão cumprido, expedido pela 4ª Vara da Justiça Federal de Foz do Iguaçu (PR), foi pelo crime de tráfico de drogas. Mas, o homem, de acordo com a PF, tem uma longa lista de crimes cometidos.

A Polícia Federal relatou que o foragido integrava uma quadrilha que realizava assaltos a turistas no Paraná. O homem já havia sido condenado a 29 anos de prisão pelo assassinato de um Cônsul da Argentina, no dia 29 de janeiro de 1995, que estava de férias no Brasil à época.

Também participou da rebelião ocorrida na PCE (Penitenciária Central do Estado), na região metropolitana de Curitiba (PR) nos anos 2000.

Após cumprir parte da pena nas penitenciárias dos estados do Paraná e Rondônia, onde participou de motins, rebeliões e fugas, passou a viver com nome falso em Rondonópolis e, até a prisão ocorrida ontem, estava levando uma vida normal com o novo CPF.

Após o cumprimento do mandado e demais formalidades legais, o preso foi levado para a Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa, conhecida como Mata Grande, onde ficará à disposição da Justiça Federal.

 

- PUBLICIDADE -spot_img

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- PUBLICIDADE -

Mais notícias...

Eleições 2024: PT quer ser o “Pelé” de Pátio na corrida sucessória

No decorrer da semana, numa entrevista concedida ao programa “Bom dia Cidade”, da 104 FM, o prefeito de Rondonópolis,...
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Mais artigos da mesma editoria

- Publicidade -spot_img