15.7 C
Rondonópolis
, 18 junho 2024
 
 

Matraca

Leia Mais

- PUBLICIDADE -spot_img

TÚNEL DO TEMPO

Filho de pai palestino, o Badie Daud, e mãe cearense, a Maria Alveni Beduan, ele nasceu e foi criado em Rondonópolis. Seu pai chegou na cidade em 1953 e sua mãe e seus avós maternos, em 1949. Atualmente está com 61 anos de idade.

Antes de se formar, atuou nos mais diversos ofícios: ainda adolescente como jornaleiro na Folha de Rondonópolis, do saudoso B. Cunha, depois foi representante comercial e também trabalhou com os pais em feiras da cidade e região, como Rondonópolis, Poxoréu, Guiratinga e Jaciara. Os pais eram comerciantes e, nos finais de semana, atuavam nas feiras, vendendo roupas, calçados e bijuterias.

Fez a faculdade em Cuiabá e se formou em Engenharia Sanitária em 1986. Na sequência atuou na Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder) como coordenador de limpeza pública nos anos de 1987, 1988 e 1989. Foi secretário municipal de Obras da Prefeitura nas gestões dos ex-prefeitos Carlos Bezerra e Rogério Salles, nos anos de 1993, 1994 e 1995. Foi ainda diretor regional da Sanemat por um ano. Também foi o primeiro presidente da Associação dos Pioneiros de Rondonópolis.

Entre 2002 e 2010 se mudou para Vilhena (RO), onde atuou como engenheiro sanitarista concursado. Voltou para Rondonópolis após passar em concurso público no Sanear também como engenheiro sanitarista. Casado com Raja Daud, teve quatro filhos: Nafez, Munif, Aziza Luiza e Seremar. Durante a pandemia, perdeu a esposa e o filho Nafez para a Covid 19.

É torcedor do Santos em São Paulo, do Flamengo no Rio de Janeiro e do União em Rondonópolis. Em 2020, concorreu pela primeira vez a uma vaga para a Câmara Municipal de Rondonópolis, ficando na segunda suplência pelo PTB, com 583 votos. “Rondonópolis representa tudo para mim, é minha vida. Melhor lugar do mundo para se viver!”, resume ele sobre sua terra natal.

A foto em que apareceu aqui no Túnel do Tempo foi tirada em 1976 para estampar seu documento de Identidade. Estamos falando aqui do popular engenheiro sanitarista Jamal Badie Daud, servidor público do Sanear desde 2010.


 

BOLA CHEIA

Vamos lá! O Túnel do Tempo desta semana foi dos mais concorridos do ano, rendendo muitos comentários e participações. Então, para não perder tempo, já vamos anunciando os palpiteiros que foram certeiros em seus palpites.

A Vera Rejane Libardon apostou no Jamal Daud e mandou seu recado. “Você é uma pessoa incrível, te admiro muito, nunca desista dos seus sonhos”, externou.

O escrivão da Polícia Civil Fábio Rogério Meneghete, do Jardim Hortências, disse que o personagem é o seu amigo Jamal Daud, engenheiro sanitarista concursado pelo Sanear, suplente de vereador e que assumiu a cadeira de vereador por alguns meses na Câmara Municipal de Rondonópolis.

“De família tradicional da cidade e que já exerceu diversas funções e cargos públicos, inclusive também fez o concurso de escrivão de Polícia MT (2005) junto comigo e também foi aprovado, mas assumiu outro concurso na época no Estado de Rondônia”, revelou.

Direto da Gerência Regional do Trabalho em Rondonópolis, o gerente Dalmi Vaz da Silva repassou que estava muito fácil. “Pelas dicas sobre o personagem do Túnel do Tempo, essa foi mamão com açúcar até silabou/soletrou seu nome (já mal): JAMAL BADIE DAUD é o engenheiro sanitarista filho de Rondonópolis, nascido em 11/01/62, um cidadão conceituado, de caráter e bons princípios, muito conhecido na cidade pelos seus serviços prestados; é servidor de carreira do município, já atuou na Coder, Sanear, foi secretário de obras na década de 80 nas gestões de Carlos Bezerra e Rogério Salles. Foi candidato a vereador nas eleições de 2020 pelo PTB ficando na 2ª suplência, assumiu uma cadeira na Câmara em 09/09/2022, substituindo o vereador beto do Amendoim em uma licença por 4 (quatro) meses”, historiou.

A nossa palpiteira de carteirinha Palmira, do Parque Universitário, respondeu que é o engenheiro Jamal Daud, que trabalhou no Sanear, já assumiu suplência de vereador, e é filho de pioneiros de Rondonópolis. “Teve grandes perdas com esta maldita Covid: a esposa e um filho”, lembrou.

De terras cariocas, o Lelo Carioquinha repassou que o “Matraca da semana é o nosso amigo Jamal, meu amigo de infância, gente boa demais. O Matraca já falou todas as dicas com o Já mal???”.

O Valdeir dos Santos Pinho, morador do Verde Teto, também apostou no Jamal Badie Daud, do Sanear e engenheiro sanitarista. “Na foto antiga, o garoto quase não mudou nada. Kkkk”, afirmou.

“O personagem desta semana é meu amigo, o engenheiro do Sanear que tentou ser vereador em nossa cidade e, se tivesse ganho, seria de grande valia, pois é homem trabalhador, competente e honesto: o Jamal Badie Daud. Uma grande homenagem”, enviou o empresário Anisio Dias.

Até os parentes do personagem da semana apareceram por aqui. “Este cabra é o meu primo de terceiro grau… Jamal Daud… Tua avó era prima da minha avó…”, revelou Chiquinho garçom, o Francisco, da Vila Planalto.
Um palpite que veio de longe foi do Wilson José da Silva, de Itajaí, em Santa Catarina, que também arriscou certeiro. Já o palpiteiro quase das Arábias, o Samir Salih Charanek, que na verdade é do Jardim Paulista, também votou no Jamal.

A fila de acertadores vai continuando com as participações da Rosenilda Aparecida dos Santos, do Jardim Sumaré; do Elmo Moreira, morador da Gleba Rio Vermelho; a Maria Cristina da Silva, do Jardim Itapuã; o Fernando Mota, do Residencial Buriti; o Orlando Alves de Oliveira, do Centro; a Eunice Muniz, do Globo Recreio; e o Dr Ismael, que não falou em que bairro mora.

Mesmo com tantas dicas e uma fisionomia que não mudou tanto, ainda teve palpiteiro que ficou na dúvida, mas no final vamos dar um crédito a ela. A Cláudia, do Dom Osório, participou dizendo “acho que é o Jamal”. Gente, ela ainda acha!!! Pode uma coisa dessa?


 

BOLA MURCHA

Tão conhecido como é, naturalmente, não faltou gente que desvendasse o mistério da semana apresentado aqui pelo Matraca. A foto antiga publicada até que não é das mais fáceis, mas todo mundo jura que a fisionomia não mudou muito do personagem jovem para o adulto. Então, diante de tanta mamata, sobraram acertadores para o desafio da semana. E, assim, o “Bola Murcha” fica acumulado para a próxima edição, pois nenhum palpiteiro errou e o Jamal provou que está em alta pelas bandas do Rio Vermelho!

 

- PUBLICIDADE -spot_img

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- PUBLICIDADE -

Mais notícias...

Avenida dos Estudantes: Setrat se compromete a fazer estudo para atender empresários

A Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (Setrat) se comprometeu a apresentar um estudo, no início de julho, com...
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Mais artigos da mesma editoria

- Publicidade -spot_img