18.5 C
Rondonópolis
, 19 maio 2024
 
 

Direto de Brasília

Leia Mais

- PUBLICIDADE -spot_img

Mercosul AB

MERCOSUL
A 49ª Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul, que começou ontem no Paraguai, deverá ser marcada pela resistência do recém-empossado presidente da Argentina, Maurício Macri, à permanência da Venezuela no bloco econômico.

ALIADO
A posição do Brasil confronta com a da Argentina, o que a presidente Dilma já deixou claro para Macri durante encontro com o colega portenho no início do mês. O governo brasileiro considera o venezuelano o forte aliado no Mercosul.

MANOBRA
Projeto de resolução protocolado pelo DEM à Mesa Diretora da Câmara propõe a alteração do Regimento Interno da Câmara dos Deputados para incluir a possibilidade de apresentação de chapa avulsa para comissão especial que analisa o impeachment.

CONTRA
O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) disse que a base aliada irá recorrer ao Supremo Tribunal Federal se houver qualquer tentativa de “driblar” a decisão da Corte sobre o andamento do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

ACORDO
Um dos delatores da Operação Lava Jato, o diretor financeiro da UTC, Walmir Santana, detalhou à Procuradoria-Geral da República um acerto que teria sido feito em 2014 entre Ricardo Pessoa, dono da empreiteira, e o então senador Gim Argello (PTB-DF).

PROTEÇÃO
Pelo acordo, Argello atuaria para que Pessoa não fosse chamado a depor na CPMI da Petrobras. Em contrapartida, Pessoa faria contribuições em favor de pessoas indicadas por Argello. No total, foram pagos R$ 1,7 milhão em favor do DEM.

CONFIANÇA
Antes de tomar posse ontem à tarde, o novo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, conversou com investidores brasileiros e estrangeiros e enfatizou que o governo mantém foco no ajuste fiscal, no combate à inflação e na Previdência.

JOSÉ DIRCEU
O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo, vai aguardar sentença do juiz federal Sérgio Moro, da Justiça Federal em Curitiba, para decidir se o ex-ministro José Dirceu passará a cumprir em regime fechado a pena definida no julgamento do Mensalão.

GPS MATO GROSSO
– O Senado aprovou o projeto de lei que cria a 2ª Vara da Justiça Federal de Rondonópolis. A proposta recebeu relatório favorável do senador José Medeiros (PPS).

– Ele considerou ser de “fundamental importância” a criação de mais esse instrumento para que o cidadão tenha uma Justiça mais célere em Rondonópolis.

– O Plenário do Congresso Nacional aprovou as emendas coletivas da bancada de Mato Grosso que constam na Lei Orçamentária Anual de 2016.

– Somando o valor aprovado pelo Parlamento às emendas propostas pelo relator Geral do Orçamento, o Estado receberá um aporte de quase R$ 300 milhões no ano que vem.

LEIA MAIS :
www.jpmbrasil.com.br

- PUBLICIDADE -spot_img

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- PUBLICIDADE -

Mais notícias...

Baixa do Guaíba revela destruição e prejuízo em Porto Alegre

Este sábado (18) começou sem chuva e com sol em Porto Alegre. A água das ruas já baixou em...
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Mais artigos da mesma editoria

- Publicidade -spot_img