31 C
Rondonópolis
 
 

Plano Diretor: Diferente de Rondonópolis, Sorriso quer edifícios sem limite de andares

Leia Mais

- PUBLICIDADE -spot_img
Com novo Plano Diretor em elaboração, tendência é que o processo de verticalização seja acentuado na cidade de Sorriso (Foto – Weriton fotografia)

Vem chamando a atenção as diferenças na condução da montagem do Plano Diretor entre as cidades de Rondonópolis e de Sorriso, no médio norte do Estado.

Enquanto em Rondonópolis houve críticas em relação à falta de discussão e de transparência das medidas do Poder Executivo com a sociedade, na cidade do Nortão, o Município vem detalhando aos empresários as mudanças no Plano Diretor.

Outra diferença nos planos está em relação à intenção à altura dos edifícios. Com o novo Plano proposto pelo prefeito, o processo de verticalização de Rondonópolis seria comprometido.

Conforme o A TRIBUNA revelou, o novo Plano Diretor apresentado pelo Executivo em Rondonópolis e, aprovado em primeira votação na Câmara, limita o potencial construtivo e, consequentemente, a altura das edificações.

Localmente, o potencial construtivo das edificações teria o coeficiente de aproveitamento reduzido de 6 para 1,5. Além disso, limitaria a outorga onerosa do direito de construir, que, mediante pagamento, amplia o direito de construir em um determinado espaço. Hoje a outorga onerosa em Rondonópolis não estabelece limite de potencial construtivo.

Em Sorriso, as informações são de que o Município também vem trabalhando nas alterações dos vários documentos que integram o Plano Diretor, mas com o diferencial de expor os detalhes primeiro aos empresários e profissionais da construção civil.

Entre as principais alterações do novo zoneamento fica liberada a construção de edifícios (independentemente do número de pavimentos) nas principais avenidas da cidade, a criação de zonas de utilização mista, e a implantação da Comissão de Análise de Atividade.

Com as mudanças, na cidade do médio norte, a tendência é que o processo de verticalização seja acentuado, fazendo com que a cidade tenha mais condomínios verticais presentes na paisagem urbana.

“Estamos atuando de forma proativa, apresentando as mudanças, e colocando todo o nosso corpo técnico à disposição para sanar dúvidas, evitando, desta forma, atrasos em processos e retrabalho. Seguimos à disposição para explanar sobre todas estas mudanças e contribuir com o trabalho de profissionais do setor da construção, que tanto contribuem para o intenso crescimento de nosso município”, disse o secretário de Cidades de Sorriso, Ednilson Oliveira.

Por sua vez, essa preocupação em evitar atrasos em processos e retrabalho na proposta do Plano Diretor não houve em Rondonópolis, tanto é que, depois de oito anos de atraso, as novas diretrizes ainda não foram validadas em definitivo.

 

- PUBLICIDADE -spot_img

5 COMENTÁRIOS

  1. Rondonópolis esta desenvolvendo porque a cidade é bem localizada e, ainda tem terminal ferroviário. Só que a vaca gorda vai passar com a construção de terminais de embarque no norte do estado. Se depender da administração da esquerda que está no poder, a qual atrapalhar o desenvolvimento da cidade, estão enrolados…

  2. Por esse e outros motivos que as cidades do nortão apesar de mais caras tem mais desenvolvimento e são mais organizadas e contam com potencial econômico maior que o de Rondonópolis, pois os gestores trabalham com esse intuito diferentemente do atual PREFEITINHO da segunda cidade mais rica do Estado.

    Os números positivos de Rondonópolis são consequência da própria cidade em si, das pessoas que trabalham e investem muito sabendo que ela é próspera, nada tem a ver com a gestão pública que diga-se de passagem é a pior do Mato Grosso. Nosso Prefeito é muito ruim de serviço e mesmo tendo bons secretários ” a coisa não anda, não evolue” devido a má condução que o Chefe do Executivo tem para com os rondonopolitanos.

    Segundo o TCE, Rondonópolis é a cidade com maior número de obras paradas – Quantas pontes de concreto, viadutos, trincheiras, passarelas o prefeito fez ? Quantas grandes empresas e Indústrias ele trouxe nesses últimos 8 anos ? Cadê a sincronização e modernização dos semáforos do centrão tal qual a dita revitalização ? O Centrão da cidade está “largado” e tudo que o prefeito deseja, conforme noticiado pela imprensa é aumentar IPTU na cidade. Cadê a instalação das 690 câmeras doadas pelo governo do Estado ? E as rotatórias da Av. Poguba ? E o Parque Municipal Rondonópolis que dizem estar pronto mas até o momento não foi entregue ? Enfim !

    Esse Prefeito é um mau gestor, não é opinião minha, é um fato ! Esperemos que esse ano possamos eleger uma gestão moderna e que coloque Rondonópolis de fato nos trilhos do progresso e desenvolvimento que é o que ela merece e todas nós cidadãos desse belíssima cidade.

    • O prefeito é ruim né Lucas, mas engraçado que mesmo sendo a segunda cidade mais rica do estado somos a maior exportado e importadora do MT. Sorriso a cidade mais rica do estado está com seus cofres públicos lotados de dinheiro, e porque não consegue ser a maior exportadora e importadora do estado já que é rica? Talvez seja porque o prefeito é de direita, e assim como SC se orgulha de ter mais de 18 prefeitos de direita presos por corrupção, você deve se gabar do gestor ter tanto dinheiro e gerir esse dinheiro apenas para os próprios bens. Se Rondonópolis fosse ruim de gestor a população poderia trabalhar redobrado que nunca cresceríamos

      • Felipe, reconheço que o prefeito tem bons Secretários e tem outros bons profissionais ao seu entorno, mesmo assim a gestão não está boa – Lembra daquela frase: ” Quando a cabeça não funciona o corpo padece.” É exatamente isso !

        Eu sou nascido e criado em Rondonópolis e quero ver essa cidade sendo a melhor em tudo, mas infelizmente não é mesmo com bons números econômicos. As cidades mencionadas são BEM MAIS JOVENS que Rondonópolis e estão encostando em nós em relação ao PIB, sem contar o potencial econômico das mesmas principalmente com a subida dos trilhos.

        Por lá, já perdemos em muitos quesitos como na organização e qualidade de vida mesmo sendo cidades mais caras, vide o aeroporto de Sinop, se não me engano tem LATAM, GOL e Azul que são as principais do País e nossa cidade por muito tempo ficou lotando por conta de horários de vôos, sendo que esse aeroporto já era muito problemático e pior quando era gerido pelo serviço público.

        O problema de Rondonópolis é o prefeito que não é capacitado para gerir uma baita cidade com tantos recursos e potencial imenso. Eu poderia ficar horas e horas argumentando sobre a falta de gestão em nossa cidade, mas não dá… Rsrsr.

        Não se trata de DIREITA OU ESQUERDA, eleição municipal não se faz com ideologia e sim com ações concretas e gestão de qualidade, algo que infelizmente não tivemos e não teremos com esse prefeito. O Paulo José é um cara bom, mas ele teria autorização para governar sem o Zé do Pátio mandar nele ? Acho que não. Melhor solução é entrar outro grupo mas técnico e visionário.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- PUBLICIDADE -

Mais notícias...

Transporte coletivo: Usuários sofrem há um mês com serviço caótico

Usuários do transporte coletivo de Rondonópolis completam um mês de sofrimento com o serviço caótico que vem sendo prestado...
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Mais artigos da mesma editoria

- Publicidade -spot_img