33.8 C
Rondonópolis
 
 

Efeito ferrovia: Projeto impõe multa milionária

Leia Mais

- PUBLICIDADE -spot_img
Projeto do Executivo Municipal, que estabelece multa milionária em caso de descumprimento de embargo de obra, tem como alvo a empresa Rumo e os seus trilhos no perímetro urbano da cidade (Foto – Arquivo)

Tramita, na Câmara Municipal, projeto de Lei que pode fazer com que a empresa Rumo/SA tenha que pagar uma multa de R$ 4,6 milhões e mais R$ 1 milhão por dia caso execute a expansão dos trilhos da ferrovia até o Norte do Estado com o traçado passando dentro do perímetro urbano de Rondonópolis.

O projeto 040/2023 deve ser votado durante sessão extraordinária que está sendo articulada para a próxima segunda-feira (4). Conforme foi noticiado pelo A TRIBUNA, o município de Rondonópolis revogou, no último dia 14 de novembro, a certidão de uso e ocupação do solo da Rumo Logística que permitia a instalação dos trilhos em Rondonópolis.

A decisão foi tomada depois do ultimato do Paço Municipal que determinou, no final de outubro, que a empresa apresentasse toda a documentação referente à mudança no traçado que pretende fazer, ocasionando que a linha férrea passe praticamente dentro da cidade, em bairros da região Salmen, como Maria Amélia e Rosa Bororo.

Apresentado pelo Executivo, em regime de urgência, o projeto de alteração da legislação tributária, para tornar mais dura a punição para não cumprimento da aplicação do embargo de obra, é uma reação à decisão da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) que concedeu, no último dia 17 de novembro, a licença de instalação do projeto retificado pela empresa para a expansão da linha férrea, conforme antecipou o A TRIBUNA na quarta-feira (29).

O projeto era para ser votado na sessão de anteontem (29). Porém, sem consenso no plenário sobre a tramitação em regime de urgência, o líder do prefeito na Casa de Leis, vereador Reginaldo Santos (SD), acabou retirando a matéria da pauta de votação.

“Estamos construindo com a mesa diretora da Câmara Municipal a convocação de uma sessão extraordinária, que já foi solicitada pelo prefeito Zé Carlos do Pátio (PSB), para votar este projeto. Esta sessão deve ocorrer na segunda-feira (4), pela manhã”, revelou o líder do prefeito.

“Não somos contra o avanço da ferrovia e o progresso. Somos contra os trilhos avançarem dentro da nossa cidade, colocando em risco nossas crianças, nosso meio ambiente”, pontuou o vereador.

 

 

———— CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

Segundo Reginaldo, a ideia de aprovar o projeto na Câmara é para criar mecanismos no sentido de impedir que a linha férrea corte o perímetro urbano de Rondonópolis.

“Também estamos trabalhando para ampliar, dentro do Plano Diretor, que deve ser votado ainda este ano, o nosso perímetro urbano na região do Maria Amélia”, disse Reginaldo, confirmando a informação que já havia sido antecipada pelo presidente da Casa de Leis, vereador Júnior Mendonça.

O líder do prefeito conclamou ainda a bancada estadual de Rondonópolis para que convença o governador Mauro Mendes (UB) e a Sema a reverem a licença de instalação do projeto retificado pela empresa.

 

- PUBLICIDADE -spot_img

19 COMENTÁRIOS

  1. A pronto, que eu saiba tem em quase toda cidade tem trem, metrô,etc,pelo amor de Deus tem gente aqui que nem sabe oq falar,e já vem com acidente no meio,pare de profetiza as coisas,poq, acidente tem em todo canto não é só com trem não.

  2. Não podemos aceitar no Maria Amélia tem muitas crianças ,são muitos curiosos se acontecer um acidente ali a rumo só vai falar para família q senti muito pela perca e outro dia vai tá normal para eles ….agora a família vai senti pro resto da vida então temos q impedir sim ….pq não passa longe do vai bairro? Meu prefeito Zé e nosso vereador sei q vcs vão lutar o nosso voto não foi pedido eu tenho certeza o Zé e muito ser humano

    • Mulher vc é sem noção,poq até onde eu sei , é um meio de transporte que tem em vários lugar do mundo,pare de ser retardada,que tu não sabe nem babá ovo,já com Zé Carlos do pátio,kkkkk é mais fácil ser chamado de Zé Carlos do golpe kkkk

  3. O líder do.prefeito tá preocupado com o meio ambiente agora? Não lembro do vereador pronunciar quando.as bombas queima e o esgoto é desviado pro rio

  4. A questão não é a economia meu jovem, acontece que tem gente grande com o rabo preso com políticos que está muito incomodado com o traçado antigo dos trilhos cortando suas terras. Como sempre a corda arrebenta do lado mais fraco.

  5. A questão do João é o que deve ser respondido até agora ninguém se pronunciou o motivo da mudança. Por outro lado estamos esgotado com tanta política suja que só vê o lado do poder, da ganância, do levar vantagem!

  6. O prefeito sempre soube da expansão dos trilhos da Rumo,curiosamente à pouco tempo levou as pessoas para uma área inicialmente destinada à uma subestação de esgoto,e inventou o novo bairro, sempre usando as pessoas mais carentes pra fins políticos…agora existe um bairro ao lado do mau cheiro do esgoto e possivelmente ao lado dos trilhos..
    Para os trilhos é possível fazer uma contenção com uma cerca,mas o mau cheiro não tem solução…
    E as pessoas ainda acreditam nessa malandragem de políticos…
    O socialista sempre dá um jeito de atrapalhar a economia e as pessoas!!!!!!
    Vergonhoso isso..

  7. Não vejo problema com meio ambiente nem risco de vida meu pai foi ferroviário nos quando criança moravam beirando a estrada de ferro perigoso mesmo é essa BR dentro do perímetro urbano quantas vidas ceifada sem socorro dos nobres governantes ninguém fala em desviar o trânsito pro anel viário passarela mal planejado não tem um túnel no lugar nessecario pois tem muito trânsito de motos bicicleta e pedestres

  8. Eu li o parecer técnico da SEMA e lá diz que o projeto tem ganhos ambientais e no mapa o projeto segue em área rural! Então, logo você vê que o Pátio se quer leu o diagnóstico que está público também no portal da SEMA. Só jogada política.

  9. ANTONIO PORTUGUES DE RONDONOPOLIS PEDE CARTA DE RISCO DEFESA CIVIL AMBIENTE INFRAETRUTURAS E MUITOS OUTROS PELOROS DE RONDONOPOLIS.ANTONIO EM SEU ESTUDOS DE IMPACTO AMBIENTAL PEDE MEDICOES DE POLUENTES NA CIDADE E CONSIDERA QUE A FRAUDES EM GESTAO DE MEDICOES. COMO TEMAS DOS HIDROMETROS COM O AR A ENERGISA COM AS MEDICOES DE ENERGIA E TRANSPORTE COMO OS LABORATORIOS COM REGISTROS DE AGUA DE CONSUMO E DA VIGILANCIA SANITARIA E SEU DESEMPENHO COMO VARIAS FISCALIZACOES ONDE TEM DESEMPENHOS COMO O CREA E OS PESOS E MEDIDAS DA METEROLOGIA.ANTONIO A CERCA DE 1 ANO ENFRENTA A SAUDE FAZ APELO QUE JUSTICA TEM QUE SERVIR QUEM CONTRIBUI PARA QUEM PAGA E CONTRIBUI COM CIDADANIA PARA A MELHORIA DOS CIDADAOS DE RONDONOPOLIS.

  10. Gostaria de saber o motivo deles terem mudado o traçado! Será que é tanta economia que vale o custo de prejudicar milhares de pessoas?
    É muita irresponsabilidade!

    • Tbm gostaria de sabe quem está enchendo os bolsos com essa mudança no verdadeiro traçado. Jogando os prejuízos em cima da população, João tem caroço nesse angu. 🤔🤔

    • Engraçado… Pela lógica dessa administração mequetrefe nenhuma cidade do mundo teria metrô… Afinal além de ser movido a alta tensão o metrô ainda atravessa bairros e cidades… Aí ainda tem que aguentar um pelego como esse vereador cara de areia mijada dando pitaco em coisa que ele é analfabeto em opinar… Esquerda de m… Contra o desenvolvimento da cidade e do estado…

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- PUBLICIDADE -

Mais notícias...

Em meio à polêmica: Rumo conclui 3 quilômetros de trilhos em Rondonópolis

Em meio à polêmica causada pela alteração do traçado em solo rondonopolitano para a expansão da ferrovia estadual Senador...
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Mais artigos da mesma editoria

- Publicidade -spot_img