15.5 C
Rondonópolis
, 15 julho 2024
 
 

Educação: Santo Antônio e UFR desenvolvem projetos que ampliam conhecimento dos alunos

Leia Mais

- PUBLICIDADE -spot_img
O projeto “Oficina Maker UFR: Engenharia Criativa para a Indústria 4.0” resultou no início das oficinas de Robótica na Escola Estadual Santo Antônio (Foto – Divulgação)

Alunos da Escola Estadual Santo Antônio estão participando de dois projetos desenvolvidos por professores doutores da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR). Os projetos: “Produção de origem animal” e “Oficina Maker UFR: Engenharia Criativa para a Indústria 4.0” estão contribuindo para ampliar o processo de aprendizagem dos alunos.

Afinado com a proposta pedagógica da escola, a direção ressalta a importância dos projetos e que é fundamental que o ensino na escola esteja alinhado com as tecnologias de ponta e procure parcerias que venham agregar conhecimento na aprendizagem de forma ampla e colaborativa.

O projeto “Produção de Origem Animal” é de autoria do professor doutor Carlos Eduardo Avelino Cabral e da professora doutora Helen Fernanda Gomes, ambos docentes da faculdade de Zootecnia da UFR.
Os professores desenvolveram o trabalho com os alunos em duas etapas. Primeiro, com os estudantes do nono ano e depois as turmas dos quintos anos.

Com os estudantes do nono ano, o professor Carlos falou sobre a importância da produção de alimentos de origem animal, bem como desmistificou conceitos e apresentou a profissão do zootecnista ao público juvenil. A conversa entre os estudantes e o docente foi acompanhada pelos acadêmicos do curso de zootecnia: Lucas Gomes, Nathaly Soares e Letícia Nunes.

Já com os alunos dos quintos anos, o professor Carlos, juntamente com a professora Helen, mostrou de forma lúdica a necessidade da produção e consumo dos alimentos de origem animal e outros aspectos afins.

O diálogo ocorreu com muita interação entre os professores e os estudantes, que mostraram todo o conhecimento relacionado ao assunto, adquirido em sala de aula com a professora Eliana, da disciplina de ciências. O nível de conhecimento dos estudantes foi bastante elogiado pelos docentes da UFR.
Os alunos também foram presenteados cada um deles com dois livros de autoria da professora doutora Helen Fernanda.

ROBÓTICA

Já o projeto “Oficina Maker UFR: Engenharia Criativa para a Indústria 4.0” está sendo desenvolvido com alunos dos oitavos anos.
O projeto resultou no início das oficinas de Robótica na Escola Estadual Santo Antônio, que acontecem duas vezes por semana, no período do contraturno escolar, com duração de duas horas cada encontro.

Esses momentos, em que os estudantes colocam a “mão na massa”, contam com o acompanhamento dos pais, a partir de um grupo de aplicativo de mensagens criado pela equipe executora do projeto, com o objetivo de deixá-los cientes das atividades desenvolvidas pelos seus filhos.

Desenvolvido pela professora doutora Silmara Bispo dos Santos, do curso de Engenharia Mecânica da UFR, o projeto tem como instrutores os acadêmicos do curso: Lucas Inácio Cardoso de Jesus e Carla Renata Pegorine dos Santos.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

Segundo a professora, o desenvolvimento do projeto “visa o fortalecimento da cultura maker nas escolas públicas e o aumento de interesse pelas áreas tecnológicas e de engenharia”.

O projeto já realizou uma série de atividades no período de julho de 2021 a julho deste ano na universidade. “Ação que possibilita aos alunos da escola o contato mais próximo com a robótica, mostrando para eles o quão importante é essa área do conhecimento para a sociedade e para o desenvolvimento social, econômico e até mesmo pessoal deles”, afirma Lucas Inácio.

O aluno E.A.A.R., de 13 anos, conta que gosta muito de participar do projeto. Ressalta que ajuda a preparar para o futuro, “como também você se diverte e faz amizades”.

Outro aluno, A. M, de 13 anos, também afirma que o projeto possibilitou a ter acesso a equipamentos que desconhecia. “Gostei do projeto, pois manuseei objetos que ainda não havia visto, como por exemplo a impressora 3D, Led, o aparelho Buzzer que produz o som e o sensor de movimento. Com esses materiais, vamos montar o robô Otto”, revela. (Com informações da assessoria)

 

- PUBLICIDADE -spot_img

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- PUBLICIDADE -

Mais notícias...

ECA, 34 anos: proteção digital de crianças é principal desafio

Criado para garantir direitos e a proteção de pessoas com menos de 18 anos, o Estatuto da Criança e...
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Mais artigos da mesma editoria

- Publicidade -spot_img