28.2 C
Rondonópolis
 
 

Inquérito concluído: PMs acusados de assassinar moradores de rua são indiciados

Leia Mais

- PUBLICIDADE -spot_img
Policiais militares Cássio Teixeira Brito e Hélder José da Silva também tiveram as prisões temporárias convertidas em preventivas (Foto – Arquivo)

Os policiais militares Hélder José da Silva e Cássio Teixeira Brito, acusados de serem os autores dos disparos que mataram dois homens que viviam em situação de rua em Rondonópolis no dia 27 de dezembro do ano passado, foram indiciados pelos crimes de homicídio consumado (duas vezes) e homicídio tentado (duas vezes) com as qualificadoras de: cometido por meio cruel, motivo torpe e recurso que impossibilitou a defesa das vítimas.

O inquérito que apurou os homicídios foi concluído no último dia 12 pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Rondonópolis e encaminhado ao Poder Judiciário e ao Ministério Público.

A Polícia Civil também informou ontem (23) que representou pela conversão das prisões temporárias em preventivas dos dois policiais militares acusados pelo crime que estão detidos desde 29 de dezembro.

O crime aconteceu na madrugada do dia 27 de dezembro e chocou a cidade. Conforme as investigações da Polícia Civil, Hélder e Cássio, que estavam em um veículo Land Rover de cor verde, passaram pela avenida Bandeirantes e dispararam vários tiros contra pessoas em situação de rua que estavam em frente ao Centro Pop.

Odinilson Landvoight de Oliveira, de 41 anos, morreu na hora e dois homens que ficaram feridos foram socorridos pelo Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu) e se recuperaram após serem hospitalizados.

Após cometer o crime, ainda de acordo com a polícia, a dupla de policiais militares seguiu para a avenida Rui Barbosa, no acesso à Vila Canaã, e atirou contra Thiago Rodrigues Lopes, de 37 anos, que morreu no local.

A Polícia Civil conseguiu esclarecer o caso em pouco mais de 24 horas. Os dois policiais militares foram identificados e apontados pela polícia como autores dos homicídios nas investigações conduzidas pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Rondonópolis.

De acordo com a polícia, as investigações indicaram ainda que os crimes foram motivados por ódio contra pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Cássio Teixeira Brito, que era lotado no 5º BPM de Rondonópolis, foi preso na manhã do dia 29 de dezembro no próprio batalhão. Já Hélder José da Silva, integrante do Batalhão de Operações Especiais (Bope), se apresentou à polícia no mesmo dia.

 

- PUBLICIDADE -spot_img

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- PUBLICIDADE -

Mais notícias...

Dengue: Integração de tecnologias brasileiras promete acelerar o combate à dengue

Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde na última quinta-feira (22), o Brasil ultrapassa os 740 mil casos de...
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Mais artigos da mesma editoria

- Publicidade -spot_img