23.3 C
Rondonópolis
 
 

Trilhos da discórdia: “Trem não passa no perímetro urbano”, avisa presidente da Câmara

Leia Mais

- PUBLICIDADE -spot_img
Presidente da Câmara Municipal, vereador Júnior Mendonça: “nós vamos fazer greve de fome, nós vamos deitar lá…mas este trem não entra dentro do perímetro urbano de Rondonópolis”

O presidente da Câmara Municipal de Rondonópolis, vereador Júnior Mendonça (PT), reagiu com indignação a notícia de que a empresa Rumo/SA obteve a autorização da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) para o seu pleito de alterar o projeto original de expansão dos trilhos da ferrovia até o norte do Estado.

Conforme noticiou o A TRIBUNA em sua edição ontem (29), a licença de instalação do projeto retificado pela empresa foi concedida pela Sema no último dia 17. Por este novo traçado, a linha férrea passará praticamente dentro de bairros da região Salmen, como Maria Amélia e Rosa Bororo.

Em um veemente discurso na tribuna da Câmara, na sessão de ontem, Mendonça classificou o parecer técnico da Sema como sendo o da “morte” e afirmou que a linha férrea não passará “dentro” da cidade.

“É uma vergonha, um alvite à municipalidade de Rondonópolis, a independência do nosso município, haja vista que temos um embargo pela Prefeitura da certidão de uso e ocupação de solo”, desabafou o petista.

Segundo ele, o Legislativo municipal tomará todas as medidas para que a linha férrea não passe dentro da zona urbana de Rondonópolis. “Nós vamos mudar a lei orgânica municipal, vamos ampliar o perímetro urbano, nós vamos fazer greve de fome, nós vamos deitar lá… mas este trem não entra dentro do perímetro urbano de Rondonópolis”, avisou.

Ele também cobrou um posicionamento mais firme sobre esta questão dos deputados estaduais que são pré-candidatos a prefeito da cidade.

Segundo ele, os deputados Thiago Silva (MDB) e Cláudio Ferreira (PL), que vêm trabalhando os seus respectivos nomes para disputar a prefeitura de Rondonópolis no próximo ano, até então, estão omissos. “A Secretaria Estadual de Meio Ambiente faz o que quer e parece que Rondonópolis não têm deputado”, disparou Mendonça.

Outros vereadores também repercutiram, na tribuna da Câmara, a notícia da liberação da licença para o projeto alterado de expansão dos trilhos da ferrovia.

 

 

———— CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

Adonias Fernandes (MDB), que foi autor de uma audiência pública para discutir o assunto, em meados de setembro deste ano, disse que pediu ao prefeito Zé Carlos do Pátio (PSB) para que entre com um mandado de segurança para impedir a execução deste projeto alterado pela Rumo.

Os vereadores Reginaldo Santos (SD), Subtenente Guinancio (PSDB), Dr. Jonas Rodrigues (SD) e Marildes Ferreira fizeram coro ao discurso do presidente da Casa e ressaltaram a importância da unidade de todos os representantes políticos da cidade para impedir que a linha férrea corte o perímetro urbano de Rondonópolis.

 

- PUBLICIDADE -spot_img

5 COMENTÁRIOS

  1. Qual justificativa a RUMO apresentou para passar a linha dentro dos bairros. Que justificativa seria essa? Certeza que é economia, mesmo que isso custe o bem estar de dois bairros inteiros. Mais interessante é a super SEMA aprovar um negócio desse!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- PUBLICIDADE -

Mais notícias...

Finalmente: Obra de duplicação da extensão da avenida Bandeirantes avança

Depois da retomada há um mês, a obra de duplicação da extensão da Avenida Bandeirantes, entre o trevo do...
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Mais artigos da mesma editoria

- Publicidade -spot_img