“É um desafio que eu sempre quis encarar e minha intenção primeiro é terminar a prova, pegar experiência, e depois, se der, terminar entre os melhores”, afirmou o tri-atleta Carlos Bertoni (Foto – Divulgação)

O atleta rondonopolitano Carlos Cézar Bertoni Filho, de 37 anos, finaliza sua preparação e, no próximo dia 29, competirá na maior prova de triatlon da América Latina. Ele disputará uma etapa do IronMan, prova de endurance, ou prova de longa duração, que reúne três modalidades esportivas, que são a natação, o ciclismo e o atletismo, exigindo o máximo de preparo físico e mental dos competidores.

Praticante do ciclismo, da natação e atletismo há tempos, Carlos Bertoni conta que há pouco mais de dois anos se prepara para competir no IronMan, que é considerada uma das provas mais desafiadoras do esporte, que inclui 3,8 quilômetros de natação em mar aberto, 180 quilômetros de ciclismo, e mais 42,2 quilômetros de corrida.

“Já fiz outras provas bem duras, com metade dessas distâncias. Mas o IronMan vai ser a primeira vez e vou ser o primeiro atleta da cidade a fazer essa prova. É um desafio que eu sempre quis encarar e minha intenção primeiro é terminar a prova, pegar experiência, e depois, se der, terminar entre os melhores atletas do estado e quem sabe do país. Quero é estar ali na frente”, contou o tri-atleta.

 

 

———— CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

Ele diz que mora em Rondonópolis, mas que está terminando o treinamento em Camboriú (SC), próximo de onde acontecerá a prova.

“Já fazem mais de dois meses que estou aqui treinando com minha equipe, que tem outros dois atletas profissionais que também vão participar da prova. Mas já treinava antes em Rondonópolis. Essa fase final exige mais dos atletas e a gente tem que praticamente se abster de tudo em nome do melhor preparo”, explicou.

(Foto – Divulgação)

O rondonopolitano conta que, desde muito cedo, sempre gostou de esportes e que teria decidido participar do Ironman como uma forma de se conhecer melhor e aos seus próprios limites físico e mental.

“Sempre gostei de esporte e de desafios. E eu cada vez queria me desafiar mais e acabei colocando como objetivo participar dessa prova, até para testar meus limites e me conhecer melhor, ter mais autoconhecimento. E essa vai ser só a primeira dessas provas, pois já tenho na minha agenda participar de outra etapa em Buenos Aires, na Argentina”, externou Carlos Bertoni.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui