(Foto – Varlei Córdova/Agora MT)

MORTE NO TRÂNSITO I

Ontem (16), mais uma pessoa perdeu a vida no trânsito de Rondonópolis. O motociclista, Matheus Vinícius Zonerade, 24 anos, morreu após bater em um micro-ônibus e ser arremessado na colisão. O acidente ocorreu no bairro Santa Cruz, no cruzamento da Avenida Papa João XXIII com a Rua Augusto de Morais. O motociclista chegou a ser socorrido pelo Samu, mas morreu no Hospital Regional de Rondonópolis.

MORTE NO TRÂNSITO II

As informações são de que o motorista do micro-ônibus alegou que seguia pela Rua Augusto de Morais, e não conseguiu ver o motociclista que seguia pela Avenida Papa João XXIII em função de uma árvore que dificultava a visualização.


 

FURTO NO POSTO DE SAÚDE I

O Posto de Saúde do bairro Alfredo de Castro foi furtado na madrugada de ontem. Um homem de 28 anos acabou preso pela Polícia Militar, flagrado dentro do posto. A polícia recebeu uma denúncia do furto e encontrou o suspeito no local. Diante do flagrante, a polícia recuperou um botijão de gás, um monitor de computador, medicamentos e uma caixa de vacinas contra a Covid-19.

FURTO NO POSTO DE SAÚDE II

O suspeito ainda quebrou a porta da frente do posto de saúde para invadir o local e danificou armários, geladeira e outros equipamentos. A Secretaria Municipal de Saúde informou que estava contabilizando os prejuízos, mas que o atendimento a população seguiu normalmente mesmo com a porta danificada.


 

(Foto – Divulgação)

CADÊ A FISCALIZAÇÃO? I

Moradores da Rua João Gomes Nascimento, no bairro Jardim São José, estão na bronca com um dos residentes da rua que resolveu ocupar a calçada e a via pública com materiais de construção, atrapalhando o tráfego no local e a passagem de pedestres. “Difícil acreditar na falta de respeito das pessoas”, desabafou um morador local que cobrou punição por parte da Prefeitura. Segundo ele, já fazem quatro dias que o material de construção está no local.

CADÊ A FISCALIZAÇÃO? II

Vale lembrar aqui que a Prefeitura tem responsabilidade em fiscalizar esse tipo de irregularidade e multar conforme lei municipal o infrator. Infelizmente, há pessoas que não respeitam as leis e se não são punidas continuam cometendo os atos ilegais. Os fiscais da Prefeitura precisam dar uma passadinha por lá e fiscalizar um pouco melhor a cidade, porque esse tipo de irregularidade acontece por todo lado!


 

(Foto -A TRIBUNA)

BURACO NA PONTE

A Prefeitura também precisa dar uma passada na ponte sobre o Córrego Arareau, na Avenida Brasil, no Jardim Primavera. Um enorme buraco se abriu logo no início da passarela de pedestres da ponte e precisa ser consertado antes que algum acidente ocorra por lá. O buraco está em um local perigoso, podendo causar incidentes, especialmente, durante a noite, quando fica mais difícil ainda ser visto.


 

(Foto -A TRIBUNA)
(Foto -A TRIBUNA)

SEM QUALIDADE!

Também tem crítica aos serviços sem muita qualidade nas faixas elevadas da Avenida Poguba. O leitor do A TRIBUNA, Marco Sérgio, disse que uma das faixas recentemente construída já foi reformada, pois estava com as ferragens expostas e agora a outra também está totalmente deteriorada com as ferragens expostas. “Serviço de péssima qualidade. Uma vergonha uma empresa prestar um serviço de tão péssima qualidade”, comentou ele sobre reportagem que abordou a situação.


 

EDITAL DE INCENTIVO À LITERATURA I

Com R$ 2 milhões de investimentos para 73 projetos de criação de obras literárias, publicação de livros e propostas de fomento à leitura, o Edital Estevão de Mendonça de Incentivo à Literatura Mato-Grossense encerra o prazo de inscrição às 18h desta quinta-feira (19). As inscrições estão sendo feitas online, e todos os arquivos referentes ao edital estão disponíveis no site da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel).

EDITAL DE INCENTIVO À LITERATURA II

O edital vai selecionar 33 projetos de publicação de obras literárias em formato digital e impresso, distribuindo o montante de R$ 1,4 milhão para 20 propostas da categoria adulto (R$ 40 mil cada), cinco para o público infantojuvenil (R$ 40 mil cada) e oito obras de classificação infantil (R$ 50 mil cada).

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui