(Foto – Roberto Shwingel )

FRIO E MORADORES DE RUA

O frio chegou em Rondonópolis e na madrugada desta quinta-feira (19) a temperatura registrada foi de 5ºC, conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Diante dessa situação, o alerta quanto à população de rua surge.

A Secretaria de Promoção e Assistência Social informou ao A TRIBUNA que a equipe de abordagem esteve nas ruas fazendo a concessão de cobertores e ainda oferecendo o acolhimento, convidando e orientando as pessoas para irem aos albergues e casas de acolhimento das entidades parceiras do município.

Na nossa região, na cidade de Alto Taquari (foto), teve geada e a temperatura mínima registrada foi de 3°C.


 

(Foto – Arquivo)

QUEDA DE PONTE

Prefeitura de Rondonópolis explicou ao A TRIBUNA que técnicos da Secretaria Municipal de Infraestrutura estiveram na ponte do Córrego Berigue, no Pontal do Areia, para fazer uma análise das condições do local.

Devido a queda ocasionada pelo sobrepeso de um caminhão de concreto que passava no local – sendo que outros dois já tinham passado anteriormente, a Sinfra, juntamente com a Secretaria de Agricultura e Pecuária, providenciou um desvio para que os moradores não ficassem “ilhados”.

Os engenheiros da Sinfra estão avaliando, com auxílio da sondagem que foi feito dias antes da queda, qual melhor opção de obra a ser feita no local (madeira, concreto, etc).


 

FALTAM PEDREIROS? I

Não é novidade as inúmeras obras públicas atrasadas ou paralisadas em Rondonópolis, mas esta semana a justificativa dada pelo prefeito Zé do Pátio para o problema acabou chamando a atenção.

Em uma entrevista durante a inauguração de uma creche, Pátio respondeu o questionamento da imprensa sobre as obras paradas na cidade, dizendo que isso vem ocorrendo por falta de pedreiros. Segundo o prefeito, essa tem sido a justificativa das empresas contratadas pelo constante atraso nas obras.

FALTAM PEDREIROS? II

Se realmente faltam pedreiros para que as empresas contratem para realizar as obras não se tem certeza, mas que tem muita obra mal feita com um serviço pior que amador, isso, sim! Na edição de ontem (19), o A TRIBUNA mostrou alguns problemas em serviços feitos na obra de reforma do posto de saúde Itamaraty.

Tinha até dispenser de sabonete instalado no banheiro da unidade com fita dupla face. Tinha porta que não fechava e luminárias de incêndio sem tomadas, entre outras situações absurdas. Pode-se dizer que o serviço é mais que amador, pior não tem como ficar!


 

RECOMPOSIÇÃO DE APRENDIZAGEM I

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) apresentou para 500 professores, coordenadores e diretores de escolas o Plano Estadual de Recomposição de Aprendizagem, uma proposta que contempla todos os níveis de escolaridade e vai minimizar as perdas de aprendizado, oportunizando aos estudantes a conquista de habilidades e competências que não foram desenvolvidas nos anos anteriores. O encontro foi realizado durante todo o dia na Faculdade de Tecnologia Senai MT (Fatec), em Cuiabá.

RECOMPOSIÇÃO DE APRENDIZAGEM II

O plano oferece estratégias ou trilhas, que podem ser aplicadas em cada contexto diferenciado de escolaridade. Foi definido, por exemplo, que nas aulas de português e matemática serão utilizadas uma hora da carga horária semanal para a recomposição.

Também será usado o laboratório de aprendizagem de forma individualizada, além da figura do “estudante monitor”, representado por aluno com conhecimento mais elevado e que queira contribuir com seus colegas.

Além disso, a Seduc intensifica a formação de professores para garantir apoio socioemocional, uma demanda atual que se alia a ações de busca ativa dos alunos que estão fora de sala de aula.


 

(Foto – PJC/MT)

FAMÍLIA PRESA POR TRÁFICO I

Três pessoas, entre elas um casal, envolvidos no comércio de entorpecentes em Rondonópolis foram presas pela Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), na quarta-feira (18). O suspeito de 26 anos, sua esposa de 30 e o seu padastro de 41 anos, foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse ilegal de arma de fogo e munições de uso permitido.

FAMÍLIA PRESA POR TRÁFICO II

A ação foi deflagrada para cumprimento de mandados de busca e apreensão domiciliar, decretados pelo juízo da 5ª Vara Criminal da Comarca local, após investigação conduzida pela Derf de Rondonópolis. Além das prisões, os policiais civis apreenderam porções de cocaína e maconha, uma arma de fogo, 14 munições, R$ 1,2 mil em dinheiro, dois veículos, balança de precisão, entre outros materiais.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui