Nas faixas de ônibus fica proibida a circulação de automóveis individuais e, em geral, táxis sem passageiros (Foto – Arquivo)

A Prefeitura de Rondonópolis marcou para o dia 9 de junho a licitação para contratar uma empresa que irá fazer a sinalização vertical e horizontal nos locais onde serão implantadas as faixas exclusivas para os ônibus do transporte coletivo.

Com as faixas, mudanças devem ocorrer em trechos de várias ruas e avenidas da cidade, especialmente, com o fechamento de vagas de estacionamentos. A medida está sendo adotada pela Autarquia Municipal do Transporte Coletivo (AMTC), que passará a gerir o transporte coletivo de Rondonópolis a partir de julho.

A adoção das faixas exclusivas já havia sido anunciada ao A TRIBUNA pelo diretor da AMTC, Vinícius Amoroso, que explicou que um estudo para a implantação das faixas exclusivas foi realizado por um especialista em engenharia de trânsito contratado pelo Município. Segundo o diretor, serão ao todo 25 quilômetros de faixas exclusivas, somando os trechos implantados em várias vias.

As faixas para ônibus devem ser implantadas em trechos específicos das ruas Dom Pedro II, Fernando Correa da Costa, Rio Branco, João Pessoa, Otávio Pitaluga, João Goulart, Rio Branco (trecho mão dupla), e das avenidas Bandeirantes, Dom Wunibaldo, Tiradentes, Marechal Rondon, Lions Internacional e Bandeirantes (trecho duplicado).

 

 

———— CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

As faixas exclusivas são marcadas por sinalização e uma faixa na via, que ficam normalmente à direita. Nelas fica proibida a circulação de automóveis individuais e, em geral, táxis sem passageiros.

Os veículos só podem passar pela faixa para cruzar em direção a um lote ou outra via. A legislação de trânsito considera infração gravíssima com multa e apreensão de veículo para quem trafegar nas faixas exclusivas para o transporte coletivo.

Esse tipo de estrutura é utilizada em várias cidades do país como alternativa de garantir mais rapidez ao transporte coletivo e é uma tendência mundial.

Os principais benefícios das vias exclusivas para o transporte de passageiros são o aumento da velocidade operacional dos ônibus, reduzindo os conflitos com os demais veículos da via e, consequentemente, a redução do tempo de viagem para os usuários. Além disso, os embarques e desembarques de passageiros ocorrem com maior nível de conforto e segurança.

 

3 COMENTÁRIOS

  1. Rondonópolis tem que acabar com os estacionamentos nas laterais do centro, proibir e construir prédios de estacionamento. Assim vai retirar da rua os carros estacionados e possibilitar uma melhor fluidez do trânsito.

  2. Até quando vão pensar que Rondonópolis tem que passar por mudanças no trânsito, não tem mais condições, precisa de um estudo sério, para que seja melhorado.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui