Sindicato Rural de Rondonópolis se reuniu com o comando do 3º Batalhão Bombeiro Militar (Foto – Divulgação)

O Sindicato Rural de Rondonópolis se reuniu com o comando do 3° Batalhão Bombeiro Militar de Rondonópolis, nesta quarta-feira (18), com o objetivo de traçar ações de mobilização dos produtores rurais do município e região, em um esforço em conjunto para enfrentamento da temporada deste ano de incêndios florestais no sul de Mato Grosso.

A gerente do Sindicato Rural de Rondonópolis, Fabrízia Cristina A. Hinrichsen, explica que o intuito da parceria com o Corpo de Bombeiros é realizar uma maior aproximação dos produtores rurais com a instituição e assim criar melhores condições para enfrentar os incêndios florestais.

“A ideia é levar diretamente a determinados grupos de produtores e regiões as informações básicas para que eles possam sem organizarem de forma efetiva até que o Corpo de Bombeiros chegue no local da ocorrência. Então neste primeiro momento, o credenciamento destas regiões e das propriedades será muito útil, tanto na agilidade dos processos, como na efetividade do combate ao incêndio caso ocorra em uma propriedade”, destacou.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————————————————————————————————

 

 

Nesta primeira edição do projeto, a expectativa é atingir 120 propriedades em regiões dos municípios de Dom Aquino, Poxoréo, Guiratinga, Alto Garças, Pedra Preta, Alto Taquari e Rondonópolis.

O comandante do 3ºBBM, tenente-coronel BM Fabrício Gomes Costa, destaca que estas cidades contam com índices de incêndios florestais mapeados em anos anteriores, e com mais informações sobre a condição operacional e técnica de cada propriedade é possível o Corpo de Bombeiros maximizar o trabalho de combate e prevenção de incêndios florestais.

O tenente-coronel BM Fabrício reforça que o grande objetivo da parceria com o Senar-MT, Aprosoja-MT e o Sindicato Rural de Rondonópolis é propor uma ação em conjunto, para o repasse de conhecimentos técnicos específicos sobre os incêndios florestais, bem como a melhor utilização dos equipamentos utilizados nesta primeira resposta.

 

1 COMENTÁRIO

  1. Perfeito só precisa comunicar os donos de fazenda, que queimam igual na época da ditadura, quando os militares faziam propagando pedindo para as pessoas irem criar gado no pantanal, eles pediam para fazer uma “queimada controlada”, bizarro. O MPF tem uma pilha de denúncias apresentadas contra dezenas de fazendeiros tanto do centro-oeste como sul e norte, mas os processos estão parados esperando dar o tempo para caducar e serem arquivados. Fora o garimpo ilegal desenfreado que está tomando o MT igual as milícias do RJ, não me surpreende daqui alguns anos perdemos toda nossa riqueza, se tornar uma savana.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui