27.4 C
Rondonópolis
, 15 julho 2024
 
 

Mulher Marginalizada: Pastoral chega aos 30 anos de atuação em Rondonópolis

Leia Mais

- PUBLICIDADE -spot_img
Neyva Bazzano e Maria Rosely, da Pastoral da Mulher Marginalizada (Foto – Danielly Tonin/A TRIBUNA)

A Pastoral da Mulher Marginalizada comemora 30 anos de fundação, em Rondonópolis, neste mês de junho. Atuando em defesa da mulher em situação de prostituição, no enfrentamento ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes e no combate ao tráfico humano, com ênfase na exploração sexual, a Pastoral firmou a sua presença na sociedade rondonopolitana.

Uma das fundadoras e que até hoje atua como agente, Maria Rosely Rodrigues Pinheiro Cândido, conta que, além dela, seu marido, hoje falecido, Antonio Carlos de Souza Cândido e o padre Gunther Lendbradl foram os responsáveis por iniciar os trabalhos da Pastoral da Mulher Marginalizada, em 1994, na Diocese de Rondonópolis.

Ao longo desses anos, a Pastoral teve um trabalho fundamental no resgate de mulheres e crianças. Atualmente, mantém várias ações para mulheres em situação de prostituição, que envolvem o acolhimento, a espiritualidade, a saúde e geração de renda.

No enfrentamento do abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, atua com ênfase em ações de orientação e prevenção, assim como no combate ao tráfico humano.

“Temos uma equipe unida, que teve, praticamente, a base mantida desde a fundação da Pastoral, em 1994. É uma equipe eclética, comprometida e muita unida”, diz a coordenadora da Pastoral, Neyva Ribeiro M. Bazzano.

A agente Maria Rosely acrescenta que o trabalho é uma forma de fazer com que “os gritos dessas crianças e mulheres que não têm eco na sociedade possam ser ouvidos. É entender que a dor do outro também é minha. Na Pastoral, nosso trabalho é feito com convicção da nossa fé. Falamos de Deus, de Amor, mas sempre sem impor”, aponta.

Maria Rosely e Neyva também destacam que, ao longo desses 30 anos, a Pastoral contou e ainda conta com importantes parceiros, especialmente, a Secretaria Municipal de Saúde, a Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) e o Ministério Público, que contribuem para que as importantes ações possam ser desenvolvidas.

 

- PUBLICIDADE -spot_img

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- PUBLICIDADE -

Mais notícias...

Governo de MT se reúne com comerciantes do Shopping Popular de Cuiabá e deve liberar linhas de crédito

O Governo de Mato Grosso deve liberar linhas de crédito emergenciais para apoio aos comerciantes do Shopping Popular de...
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Mais artigos da mesma editoria

- Publicidade -spot_img