24.8 C
Rondonópolis
 
 

Operação Protego: PF prende mais um homem com conteúdo pornográfico infantil

Leia Mais

- PUBLICIDADE -spot_img
Policiais federais cumprem mandado de busca e apreensão em Rondonópolis (Foto – Polícia Federal)

Em uma nova fase da “Operação Protego”, da Polícia Federal, que tem por objetivo combater o armazenamento e a distribuição de imagens e vídeos contendo exploração sexual envolvendo crianças e adolescentes, mais um mandado de busca e apreensão foi cumprido em Rondonópolis. Foi o segundo caso deste tipo somente no mês de janeiro.

Durante o cumprimento do mandado na casa do investigado de 43 anos, que não teve identidade divulgada, a PF informou que foram encontrados um celular com aproximadamente 178 vídeos e imagens de conteúdo pornográfico, incluindo abuso sexual infantil. Diante do flagrante, o homem foi preso.

No início de janeiro, na primeira fase da operação, um homem de 36 anos também foi preso em flagrante em Rondonópolis com 1.890 arquivos, entre vídeos e fotos, com conteúdo pornográfico envolvendo crianças e adolescentes.

No momento do cumprimento do mandado de busca e apreensão, os policiais federais apreenderam um aparelho celular que o investigado utilizava para entrar em grupos do aplicativo Telegram que difundiam conteúdo de pornografia infantil, razão pela qual também foi autuado em flagrante de delito. Esse tipo de crime está previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente, com penas que, somadas, podem chegar a 12 anos de reclusão.

PROTEGO

O nome da operação, que é um termo em latim, significa “protetor”, e faz alusão à atuação da Polícia Federal como guardiã das crianças, combatendo os crimes que assolam a infância.

 

- PUBLICIDADE -spot_img

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- PUBLICIDADE -

Mais notícias...

Dengue: Integração de tecnologias brasileiras promete acelerar o combate à dengue

Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde na última quinta-feira (22), o Brasil ultrapassa os 740 mil casos de...
- Publicidade -
- Publicidade -spot_img

Mais artigos da mesma editoria

- Publicidade -spot_img