O vice-presidente Hamilton Mourão justificou, na manhã desta terça a nova troca na presidência da Petrobras. Segundo o general, só o presidente Bolsonaro “sabe as pressões que está sofrendo.

E também pediu paciência e afirmou que é preciso “aguardar” para saber o que o novo mandatário da estatal pode fazer.


 

ROLETA

Próximo do senador Flávio Bolsonaro e queridinho do governo por ter desenvolvido o sistema Gov.br, e atualmente um dos responsáveis por ele, Caio Mario Paes de Andrade é o quarto nome a ser indicado para presidir a Petrobras em quatro anos.

Com pouca experiência no mercado de petróleo e gás, Paes de Andrade ainda precisa passar por assembleia do conselho da estatal para ser alçado ao cargo.

Assim, sai José Mauro Coelho, indicado em 6 de abril deste ano e empossado no dia 14 do mesmo mês, e entra Caio, que, atualmente, está na Secretaria de Desburocratização, sob o guarda-chuva do Ministério da Economia e sob comando direto de Paulo Guedes.


 

SEM CANDIDATO

A possibilidade do PSDB não ter candidato próprio em 2022 é mais um capítulo de um processo de perda de protagonismo que vem desde 2018, e só se intensificou com brigas dentro da legenda.

Mesmo antes disso, em 2014, a imagem do partido ficou desgastada quando o então candidato à Presidência Aécio Neves acusou fraude eleitoral e pediu a recontagem de votos na eleição contra Dilma Rousseff.

A princípio, a legenda deve seguir nas negociações com o MDB e o Cidadania para lançar um nome único da chamada “terceira via”, embora haja integrantes da sigla que defendam a aposta em uma figura própria.


 

POR FALAR EM MDB

O ex-presidente Michel Temer afirmou que a desistência do governador de São Paulo, João Doria, de se candidatar à Presidência da República, além de ser um “gesto grandioso”, é um sinal de desprendimento.

“O ex-governador João Doria realizou um extraordinário governo em São Paulo, confirmando seu perfil de gestor qualificado. Revela, agora, desprendimento, praticando um gesto grandioso”, diz a nota do ex-presidente.

Temer ainda completou, dizendo que acredita que a também pré-candidata ao Palácio do Planalto Simone Tebet tem desmonstrado capacidade para a disputa.


 

TELETRABALHO

A regulamentação do teletrabalho na União não colocou fim ao impasse entre o funcionalismo público e o governo federal. A falta de estrutura e o modelo de acordo entre o servidor e o órgão são as principais queixas.

O secretário-geral da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal, Sérgio Ronaldo, adiantou que o jurídico da entidade estuda o decreto e que fará uma série de recomendações aos servidores. A conclusão da análise deve ser divulgada na próxima semana e pode abrir caminho para uma disputa na Justiça.


 

INFLAÇÃO

O IPCA-15 de maio, prévia da inflação do mês, subiu 0,59%, indicando desaceleração, já que o índice atingiu o patamar de 1,73% em abril. Ainda assim, o resultado apresenta preços pressionados, já que é a maior taxa para o mês desde 2016.

A inflação do mês foi puxada pelos preços do setor de saúde e cuidados pessoais, que subiram 2,19%, seguidos por vestuário e transportes, com altas de 1,86% e 1,8%, respectivamente. O setor de habitação sofreu retração de 3,85%, único recuo dentre os segmentos da economia.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui