Objetivo das reuniões é uniformizar a atuação da Justiça Eleitoral e somar esforços na busca pela lisura do processo eleitoral (Foto – Divulgação)

Começou, nesta sexta-feira (17/06), o ciclo de reuniões preparatórias para as Eleições 2022. O primeiro encontro foi realizado no Plenário do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), em Cuiabá, e contou com a participação de aproximadamente 80 pessoas, entre membros da Corte Eleitoral, representante do Ministério Público Eleitoral, juízes eleitorais e chefes de cartório.

A abertura foi feita pelo presidente, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, que falou sobre os aspectos gerais das Eleições 2022, e pediu especial atenção quanto ao combate à desinformação e às Fake News.

“Destaco o engajamento de todos na ocasião do fechamento de cadastro, e esta união precisa prevalecer até o dia do pleito, pois apesar de ser uma eleição geral, comandada pelo Tribunal, a segurança e a lisura do processo dependem da atuação daqueles que compõem as Zonas Eleitorais. Conto com o envolvimento de todos para termos eleições limpas, democráticas, em paz e sem mácula”.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————————————————————————————————

 

 

A vice-presidente e corregedora regional eleitoral, desembargadora Nilza Maria Pôssas de Carvalho, afirmou que está à disposição dos juízes eleitorais e chefes de cartório.

“Podem contar conosco no que for preciso, principalmente para auxiliar e tomar medidas necessárias para conseguirmos cumprir as metas impostas pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça). Também friso a importância de atuarmos a fim de barrar as candidaturas laranjas, que geralmente utilizam as mulheres, ocupando as cotas destinadas à efetiva participação da mulher na política”.

A cooperação entre os órgãos para a realização das eleições foi destacada pelo procurador regional eleitoral, Erich Masson

“Vemos a integração entre várias pessoas de diversos órgãos em prol da organização do processo eleitoral e isso é louvável. A atuação dos juízes eleitorais é muito importante dentro dessa grande estrutura, principalmente no dia do pleito, quando ocorrem a maioria dos crimes eleitorais”.

A próxima ocorrerá em Sinop, no dia 1° de julho.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui