Tendo o título na palma da mão, o eleitor tem acesso a diversos serviços (Foto – Ilustrativo)

O aplicativo e-Título, versão digital do título de eleitor, já foi baixado por 369.886 pessoas em Mato Grosso. Do total de 2.389.362 eleitores mato-grossenses, este número representa 15,44%.

Em comparação com março de 2022, quando foi registrado o total de 308.065 pessoas com o título digital, houve aumento de 20% no número de downloads. Em todo o país, já são mais de 26 milhões de pessoas.

Tendo o título na palma da mão, o eleitor tem acesso a diversos serviços. Entre eles, está a possibilidade de se inscrever para atuar como mesário voluntário.

Com o e-Título, o eleitor que fez o cadastro biométrico pode levar apenas o celular ou tablet no dia das eleições e abrir o aplicativo para votar. Já o eleitor que ainda não fez o cadastro da digital, é necessário apresentar um documento oficial com foto sempre que for utilizar o título digital.

Além disso, a ferramenta permite o acesso rápido e fácil às informações cadastradas na Justiça Eleitoral, como: zona eleitoral, local de votação, situação cadastral, além da certidão de quitação eleitoral e da certidão de crimes eleitorais.

O eleitor pode ainda justificar o voto caso não esteja no domicílio eleitoral no dia da eleição, emitir guia de multa por ausência ao pleito, entre outras funcionalidades.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————————————————————————————————

 

 

Segundo o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, o e-Título é uma forma de facilitar o acesso do cidadão às informações.

“Nesta era digital, soluções como esta são essenciais para desburocratizar o processo, praticamente todas as pessoas têm acesso a um smartphone. Além de trazer comodidade ao eleitor, temos que destacar a redução do uso de papel, um dos objetivos da Justiça Eleitoral na área de sustentabilidade”.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui