Várias vítimas do acidente ficaram em estado grave e foram encaminhadas para hospitais de Sinop e Sorriso (Foto – Reprodução)

A Gerência de Criminalística da Politec de Sinop foi requisitada para a realização da perícia para apurar as causas e circunstâncias do acidente ocorrido nesta terça-feira (17/05) no km 799 da BR-163, em Sorriso, envolvendo um ônibus e uma carreta, que deixou 11 mortes.

No ônibus haviam 47 pessoas, incluindo o motorista. Diversas pessoas foram socorridas. As onze vítimas fatais estavam entre os ocupantes do ônibus. O ônibus saiu de Cuiabá e tinha Sinop como destino final.

As vítimas foram encaminhadas para a Gerência de Medicina Legal de Sinop, onde passarão pelos procedimentos de necrópsia e identificação técnica. Na tarde de ontem, os papiloscopistas aguardavam o envio das documentações das vítimas para a realização do confronto das impressões digitais e posterior liberação dos corpos aos familiares.

Conforme o perito oficial criminal Leandro Valendorf, as análises no local do acidente, como marcas de frenagens na pista, permitiram identificar que o ônibus trafegava no sentido Sorriso – Sinop, e a carreta no sentido oposto, quando o ônibus invadiu a faixa e produziu a colisão na lateral da carreta. Em decorrência dessa colisão houve danos no ônibus que acabaram por atingir os passageiros.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————————————————————————————————

 

 

Os motivos que contribuíram para o acidente ainda serão analisados pela perícia e constarão no laudo pericial.

PESAR
O Governo de Mato Grosso manifestou pesar pelo acidente desta terça-feira. “Recebemos a notícia com muita dor no coração. São vidas que se perderam de forma trágica. Estamos em oração para que Deus conforte o coração dos familiares e amigos e dê forças para que possam passar por esse momento tão difícil. Também pedimos para que o Senhor possa zelar pela recuperação daqueles que estão feridos. Nos solidarizamos e nos colocamos à disposição para auxiliar em tudo o que for possível”, afirmaram o governador Mauro Mendes e a primeira-dama Virginia Mendes.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui