Mutirão busca conciliar o maior número possível de processos trabalhistas (Foto – Divulgação)

O Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região (MT) incluiu aproximadamente 400 processos na pauta da Semana Nacional da Conciliação Trabalhista, que é realizada de 23 a 27 de maio em todo o país. Com o slogan ‘Conciliar para recomeçar’, o mutirão busca conciliar o maior número possível de processos trabalhistas.

A coordenadora do Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas de 1º grau (Cejusc) juíza Leda Borges, destacou que o evento é mais uma oportunidade para empregadores e empregados solucionarem aqueles casos que estão há muito tempo tramitando no Poder Judiciário. Segundo ela, a expectativa é que essa semana seja concluída com recorde em conciliação.

“As expectativas para esta semana são as melhores possíveis. Se alguém tiver interesse ainda pode nos contatar, se for possível, providenciamos uma inserção no evento, se não for possível, providenciaremos uma pauta após a semana nacional”, explicou.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————————————————————————————————

 

 

O advogado Vinícius Almeida incluiu 25 processos de duas empresas para serem conciliados no primeiro dia da Semana da Conciliação e comemorou o sucesso que obteve nos acordos. “Tivemos uma eficácia de 100% de acordos, graças aos servidores do núcleo de conciliação, muito bem treinados e fundamentais para esse resultado”.

Para o advogado, o evento é essencial para garantir acordos trabalhistas. “Na Semana Nacional podemos resolver qualquer tipo de conflito de processos judiciais. É um evento fundamental para a Justiça do Trabalho, advogados e partes colocarem fim a demandas entre empresas e trabalhadores”.

A abertura da Semana Nacional da Conciliação Trabalhista foi realizada no Cejusc de São José (SC) e transmitida por vídeo para os regionais trabalhistas.

Contou com a participação da vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), ministra Dora Maria da Costa, e do presidente do TRT-12, desembargador José Ernesto Manzi.

COMO CONCILIAR?

Qualquer das partes pode pedir a remessa para o Cejusc de processos que tramitam nas varas do trabalho ou em outras instâncias para tentativa de conciliação. Também é possível solicitar a homologação de acordo já firmado pelas partes, com o protocolo da minuta do documento. Os procedimentos podem ser feitos no PJe e também pelo e-mail [email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui