(Foto – Getty Images via BBC)

Em março de 2020 a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que o planeta vivia uma pandemia. No início de 2022, países como França, Espanha e Dinamarca afirmaram que o coronavírus será tratado como endemia, ao invés de pandemia, em seus territórios.

A mudança baseia-se na estabilidade e/ou queda no número de casos e mortes nessas localidades. Já há alguns meses, muito se tem falado sobre surto da varíola dos macacos.

Mas, afinal, o que é endemia, pandemia, epidemia e surto? Abaixo, o professor de Medicina da Universidade de Cuiabá (Unic), Tiago Rodrigues, lista as principais diferenças entre elas.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————————————————————————————————

 

 

PANDEMIA

É a disseminação mundial de uma doença. Ela ganha essa classificação quando há o surgimento de um agente infeccioso que se espalha ao redor do mundo e a maior parte das pessoas não são imunes a ele. A pandemia é considerada o pior dos cenários em uma escala de gravidade. Isso acontece pelo fato dela se estender a diversas regiões do planeta.


ENDEMIA

É uma doença de causa e atuação local. É uma classificação utilizada para doenças recorrentes e sinaliza que a população e os serviços de saúde já estão preparados para lidar com ela. É quando uma doença tem um número de casos já esperado, ou seja, ela apresenta um padrão e uma estabilidade. É importante destacar que, caso seja registrada uma alta incidência ou a doença persista, ela pode ser classificada pelas autoridades locais como hiperendêmica.


EPIDEMIA

Essa classificação é adotada quando é registrado surto em várias regiões. Por exemplo, quando há ocorrências de casos de uma doença em determinados locais ou comunidades, e esses casos vão se espalhando para outros lugares além daquele em que foi identificado inicialmente. As epidemias podem ser municipais, estaduais ou nacionais.

Para fazer essa definição, é avaliado o número de casos em relação à população, o tamanho da população e quão suscetível ela está à doença. Outros dados técnicos também são avaliados pelas autoridades sanitárias como o número de casos, o início da doença e o período do ano.


SURTO

O surto é quando há o registro de um aumento repentino do número de casos de uma doença. Para ser definido como surto, é necessário que o crescimento seja em uma região específica ou o aumento de casos ser maior do que o esperado pelas autoridades. É possível ter um surto até mesmo dentro de um hospital, por exemplo, causado por uma infecção hospitalar.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui