Cruzeiro e Remo-PA duelaram ontem pela Copa do Brasil (Foto – Fernando Moreno/AGIF)

O Cruzeiro venceu o Remo-PA por 1 a 0, na noite desta quinta-feira (12), na Arena Independência, em Belo Horizonte, pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. Como o Leão venceu a Raposa em Belém por 2 a 1, a decisão da vaga nas oitavas foi para os pênaltis. Nas penalidades máximas, o time mineiro venceu o Remo por 5 a 4 e garantiu a permanência na competição.

O Cruzeiro começou o jogo pressionando o Remo. Aos dois minutos do primeiro tempo, Luvannor recebeu lançamento de Willian Oliveira e chutou de canhota. Vinícius defendeu. O Leão tentou responder aos 11, quando Fernandinho chutou de longe e Rafael Cabral ficou com a bola. Aos 31, a Raposa voltou ao ataque. Oliveira chutou de fora da área e a bola passou perto do travessão.

No segundo tempo, o mandante começou no ataque. Aos quatro, Rodolfo aproveitou sobra do goleiro e chutou por cima do gol. O time cruzeirense quase abriu o placar aos 12 minutos. Daniel Junior arriscou de fora da área e Vinícius espalmou. Aos 21, foi a vez do meia tentar da entrada da área, mas a bola foi por cima do gol. No lance seguinte, aos 22, Canesin bateu de primeira na área e Vinícius evitou o gol.

De tanto insistir, a Raposa fez o gol aos 31 minutos. Edu aproveitou sobra na área após cobrança de escanteio e bateu de direita para balançar as redes. O Remo quase empatou aos 35, quando Erick Flores cabeceou firme e a bola passou perto do gol de Rafael Cabral.

Como o Leão venceu por 2 a 1 no jogo de ida, o triunfo do Cruzeiro levou o duelo aos pênaltis. Nas penalidades, deu a Raposa. Eduardo Brock, Rodolfo, Daniel Junior, Oliveira e Rafael Santos convertam as cobranças para o time celeste e o Cruzeiro venceu o Remo por 5 a 4.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui