TÚNEL DO TEMPO

O nosso personagem do TÚNEL DO TEMPO é o rapaz cabeludo da foto, com pinta de cantor, que é uma figura que anda meio sumido dos holofotes, mas continua muito ativo e trabalhando.

Muito conhecido na cidade, inclusive nos meios políticos, a dica do Matraca é que o nome de nosso ilustre personagem tem a ver com o local onde moram os deuses de uma certa mitologia.

Impossível uma charada mais fácil para ser desvendada, principalmente por aqueles rondonopolitanos que têm um Rio Vermelho correndo em seus corações.

Quem souber a resposta do nosso enigma pode telefonar para a assessoria do Matraca, ou deixar o recado na recepção do A TRIBUNA, ou ainda mandar um e-mail para [email protected], ou pelo whatsapp (66) 99957-5513, até as 12 horas desta quarta-feira.

Boa sorte aos palpiteiros e palpiteiras! Lembrando mais uma vez que os acertadores estarão concorrendo a uma caneca personalizada da nossa parceira CANECA NERD – e destacamos que sendo o ganhador um assinante do A TRIBUNA, a caneca terá o seu nome grafado.


 

ERRO DO MATRACA

E o Matraca parece ter trocados os seus remédios e registrou errado o palpite do nosso querido Robson Neves, que protestou e com toda razão, pois realmente foi prejudicado na situação. Isso porque ele votou corretamente, mas o sofisticado sistema de apuração dos palpites matraqueanos parece ter tido uma pane e foi registrado um palpite de semanas anteriores. Como reparação, ele cobra que nessa semana seus palpites sejam contados duas vezes, aumentando suas chances de ganhar a cobiçada CANECA DO MATRACA, o que a princípio nos pareceu justo, mas como a coisa aqui tem gerência, vamos convocar uma reunião do Conselho Superior de Análises de Palpites Matraqueanos, para onde são remetidos os casos mais complexos sob análise.
De qualquer forma, nos desculpamos com o nosso palpiteiro Robson.


 

TESTE DO DNA

Depois de 12 anos, uma mãe acha o filho estranho e decide fazer o teste do DNA.
No resultado dá que o filho não é dela e nem do marido.
– Amor, tenho uma coisa para te dizer, mas não sei como.
– Pode falar, amor.
– Fiz o teste do DNA e o menino não é nosso.
– Oxe, você é esquecida mesmo. Não lembra não? Quando a gente estava saindo da maternidade, o menino estava com um cheirinho de m… – relembrou o homem.
– Aí você falou: ‘vá trocar ele que eu te espero’ – contou.
– Aí peguei um limpinho e deixei o cagado lá!
Affe! Esse é mesmo um Pai d´égua!!!


 

EM CASA DE POBRE

Morre uma toalha, nasce um pano de chão;
Morre um molho de tomate, nasce um copo;
Morre uma ‘brusinha’, nasce um pano de tirar pó;
Morre uma margarina, nasce uma tupperware;
Morre um refrigerante, nasce uma jarra;
Morre um sorvete, nasce um pote de feijão;
Morre uma sacola de mercado, nasce um saco de lixo ou toca de cabelo.
Fala sério, a salvação do meio ambiente é ser pobre. Esse sim sabe reciclar!

 

1 COMENTÁRIO

  1. A personalidade do túnel do tempo é o cantor e ex- vereador Olímpio Alves. Levou o nome da nossa querida cidade na música “Rondonópolis eu descobri sou seu irmão, também corre um Rio Vermelho dentro do meu coração” que virou um hino para cidade.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui