Diante da grande repercussão em todo país, e com temor de desgaste em pleno ano eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro culpou os parlamentares por ele ter cortado, com vetos, verbas no Orçamento de 2022. A peça orçamentária sancionada pelo presidente cortou os investimentos ao menor nível da história, para R$ 42,3 bilhões “O Parlamento fez um orçamento além da previsão de receita e eu sou obrigado a cortar”, declarou o presidente a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada no período da manhã desta quinta-feira (27).

REAÇÃO
As críticas são no sentido de que a peça orçamentária cortou os investimentos ao menor nível da história, para R$ 42,3 bilhões, e tirou verbas de pastas como Trabalho e Previdência e Educação. Por outro lado, manteve os R$ 16,5 bilhões destinados ao chamado orçamento secreto e R$ 4,9 bilhões ao fundão eleitoral. É impressionante a crítica, por que não criticam os parlamentares que inflaram o Orçamento?”, questionou Bolsonaro.

SEM DENÚNCIAS
Vem por aí mais uma novidade no processo eleitoral. O TSE e WhatsApp terão ferramenta para denunciar disparos em massa nas eleições. A ferramenta será uma versão melhorada de um serviço que funcionou nas eleições De acordo com informações divulgadas para a imprensa, agora, quem receber mensagens consideradas suspeitas poderá preencher um formulário hospedado no site da Justiça Eleitoral.

ALERTA
Caso a mensagem seja considerada como disparo ilegal de campanha, o tribunal vai requisitar ao WhatsApp que exclua a conta. Nesse caso, os responsáveis podem ter a conta banida do aplicativo e, caso o TSE conclua que há relação direta com alguma campanha, a candidatura pode sofrer sanções que vão de multa até a cassação.

BONDADE
O governo anunciou nesta quinta-feira (27), no Twitter, um aumento de 33,24% no piso dos professores da educação básica. Com isso, ele sobe de R$ 2.886,24 para R$ 3.845,62.“Esse é o maior aumento já concedido, pelo Governo Federal, desde o surgimento da Lei do Piso. Mais de 1,7 milhão de professores, dos Estados e Municípios, que lecionam para mais de 38 milhões de alunos nas escolas públicas serão beneficiados”, escreveu o presidente na rede social.

SEM RECURSOS
As estatais federais executaram apenas 39,7% dos recursos para investimentos previstos para 2021, o menor índice dos últimos seis anos, ainda pior que o do primeiro ano do governo de Jair Bolsonaro, em 2019, quando essas empresas aplicaram 45,7% de suas dotações em obras e projetos no País. Os dados constam de relatório publicado no Diário Oficial da União (DOU) que traz a execução do Orçamento de Investimento no ano passado de 64 estatais federais, 57 do setor produtivo e sete do setor financeiro.

DECISÃO CONJUNTA
Os governadores estão prestigiados. Por unanimidade, o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) ratificou nesta quinta-feira a decisão dos governadores em estenderem o congelamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis por mais 60 dias, até o 31 de março. Os Estados chegaram a anunciar que a medida seria encerrada na data original de 31 de janeiro, mas voltaram atrás após o presidente da República, Jair Bolsonaro, prometer enviar ao Congresso uma PEC para zerar os impostos federais sobre a gasolina e o diesel.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui