Com fortes argumentos, os chefes estaduais apontam uma necessidade “urgente” de revisão da política de preços adotada pela Petrobras, que se baseia na paridade com os valores praticados no mercado internacional. Segundo os governadores, ela “tem levado a frequentes reajustes, muito acima da inflação e do poder de compra da sociedade”. Em nota assinada pelos governadores de AP, AM, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RS, SC, SE e SP, ele informou que decidiram prorrogar, por mais 60 dias, o congelamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que incide sobre os combustíveis. A medida iria valer apenas até o dia 31 de janeiro. Em nota assinada por 21 dos 27 governadores, eles afirma que é um “um esforço com o intuito de atenuar as pressões inflacionárias que tanto prejudicam os consumidores, sobretudo no tocante às camadas mais pobres e desassistidas da população brasileira”. E cobram, para os próximos 60 dias, “soluções estruturais para a estabilização dos preços”argumentam.

ERRA NA POLÍTICA
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) insinuou que não convidaria a ex-presidente Dilma Rousseff, a quem passou a sucessão do Palácio do Planalto em 2011, para integrar seu governo caso seja eleito novamente. Ele disse que a petista não teria nenhum papel efetivo em um eventual novo governo. Para Lula, Dilma é “tecnicamente inatacável”, mas “erra na política”.

INATACÁVEL
A Dilma é uma pessoa pela qual eu tenho o mais profundo respeito e carinho. A Dilma tecnicamente é uma pessoa inatacável, tem uma competência extraordinária. Onde ela na minha opinião erra é na política. “Ela não tem a paciência que a política exige que a gente tenha para conversar, para ouvir as pessoas, para atender as pessoas mesmo quando você não gosta do que as pessoas estão falando disse Lula em entrevista à rádio CBN Vale do Paraíba.

SEM HOLOFOTES
Após Sergio Moro (Podemos) afirmar em suas redes sociais que o ex-presidente Lula mandou o PT desistir do pedido de CPI para investigar seus recebimentos da consultoria americana Alvarez & Marsal, a ordem no PT é não dar holofote ao ex-juiz.

TEBET NA ÁREA DE DORIA
Lançada como pré-candidata pelo MDB à Presidência da República, a senadora Simone Tabet (MS) começa, a partir de agora, a intensificar a agenda com foco eleitoral. Nesta quinta-feira (27), ela desembarcará em São Paulo.No dia da chegada ao reduto político do governador João Doria, pré-candidato presidencial pelo PSDB, ela terá uma reunião com o ex-presidente da República Michel Temer, acompanhada do presidente nacional do MDB, Baleia Rossi.

TRABALHO REMOTO NO STF
O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, decidiu cancelar o retorno presencial das sessões da corte, que ocorreria já na próxima semana. A informação foi apurada junto ao gabinete da Presidência da corte. O motivo é o aumento dos casos de Covid-19 causado pela variante Ômicron. O blog obteve a informação de que a decisão foi tomada após Fux conversar com os demais ministros. O STF retornaria às atividades presenciais a partir de fevereiro. A decisão foi para estender as sessões e o trabalho remoto até o final de fevereiro, quando uma nova avaliação irá ocorrer com base na situação epidemiológica do país.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui