Comemorando a expansão econômica, o governo anunciou nesta terça-feira (25) que arrecadação do total de impostos, contribuições e demais receitas federais atingiu R$ 193,9 bilhões no mês de dezembro, em valores já corrigidos pela inflação. Com o resultado, no acumulado do ano de 2021, a soma chegou a R$ 1,87 trilhão. Trata-se da maior arrecadação em um ano de toda a série histórica, iniciada em 1995.O aumento após o país registrar queda acima de 4% do Produto Interno Bruto (PIB).O montante representa um crescimento real – já descontada a inflação – de 17,36% na comparação com os R$ 1,479 trilhão de 2020, ano que ficou marcado pelo começo da pandemia de covid-19 e seus efeitos recessivos na economia.

AMEAÇA
A sanção do Orçamento de 2022 pelo presidente da República Jair Bolsonaro (PL) com uma reserva de R$ 1,7 bilhão para reajuste salarial de servidores públicos desagradou, mais uma vez, representantes das categorias.Eles prometem não arrefecer na pressão para que todo o funcionalismo público federal receba a recomposição do salário ajustada à inflação.A peça orçamentária, no entanto, não carimbou a reserva para qualquer categoria. Ainda assim, o presidente criou atrito com as demais categorias não contempladas na previsão de aumento do salário.

LUTO PELO GURU
O presidente Jair Bolsonaro (PL) decretou na tarde desta terça-feira (25/1) luto oficial de um dia pelo falecimento do escritor, Olavo Luiz Pimentel de Carvalho, 74 anos. O texto foi publicado na edição extra do Diário Oficial da União (DOU).O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) lamentou, nesta terça-feira (25/1), a morte do escritor Olavo de Carvalho, 74 anos. Ele estava internado em um hospital de Richmond, Virgínia, nos Estados Unidos, e morreu nesta madrugada. Por meio das redes sociais, o general elogiou o guru bolsonarista, afirmando que sua partida “deixa uma lacuna no pensamento brasileiro”.

DEU NA MÍDIA
O avanço das conversas para que o ex-juiz Sergio Moro troque o Podemos pelo União Brasil, partido que nascerá da fusão entre o PSL e o DEM, tem encontrado um entrave em ala expressiva da nova sigla.
Segundo relatos feitos à CNN, integrantes do DEM têm dito que o caminho para um eventual ingresso de Moro no União atenderia, exclusivamente, a um desejo de Luciano Bivar, o cacique do PSLoje, a eleição de 2022 será a da “comida no prato”. Ou seja, a pauta econômica — com aumento da inflação, desemprego e da fome no país — será a principal preocupação do eleitor e, nesse contexto, a agenda de combate à corrupção fica escanteada.

TERCEIRA ONDA
Aqui em Bras[ilia,em meio ao aumento desenfreado de casos de covid-19 na capital, o governador Ibaneis Rocha (MDB) disse, durante inauguração da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Vicente Pires, que o Distrito Federal está passando pela terceira onda de infecções do vírus. O evento ocorreu na manhã desta terça-feira (25).“Nós chegamos à terceira onda da pandemia. Ninguém aguenta mais isso. Tem horas que perguntamos a Deus por que é que nós estamos passando por tanta provação. Temos de pedir a Deus que acabe com essas ondas. Precisamos muito voltar à normalidade”, disse.Segundo o último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde, ontem (24), 6.976 novos casos foram diagnosticados em 24 horas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui