Deputado estadual Thiago Silva (MDB) confirmou ao A TRIBUNA que deve disputar a reeleição (Foto – Arquivo)

O deputado estadual Thiago Silva (MDB), como já era esperado, deve disputar a reeleição. O seu partido inclusive já abriu as discussões visando o pleito eleitoral deste ano, mas ainda não há definições a respeito de outros nomes da sigla dispostas a disputar uma vaga de estadual, e é tido como certo que nenhum nome de peso deva se aventurar a deputado federal, pois essa vaga naturalmente já pertence ao cacique Carlos Bezerra, que não dá sinais de querer abandonar o cargo.

De acordo com Thiago Silva, que é presidente do diretório do MDB em Rondonópolis, o partido já debateu internamente o assunto e fechou questão em torno de uma candidatura única na região. “Hoje, o projeto do MDB é a nossa reeleição. Eu tive uma grande votação em Rondonópolis e depois de eleito trabalhei para ampliar essa minha base eleitoral e agora tenho apoios importantes na baixada cuiabana, na região oeste e em outras regiões do Estado”, explicou.

Ele continua explicando que até a eleição de 2018, quando foi eleito, cada partido poderia lançar até 150% do número de deputados como candidatos, no caso 36 candidaturas, já que são 24 deputados estaduais. Mas para essa eleição, serão permitidos que os partidos lancem no máximo o número de deputados mais um, ou seja, 25 candidaturas. Com isso, o MDB teria decidido centrar forçar no seu nome como candidato único na cidade e região.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————————————————————————————————

 

 

“Como serão menos candidaturas, entendemos que não podemos pulverizar os nossos votos e focar nas candidaturas mais fortes de cada região”, completou.

Quanto à candidatura a deputado federal, o partido trabalhará para reeleger mais uma vez o eterno cacique da legenda, Carlos Bezerra, mas trabalha também a filiação da empresária Marchiane Fritzen, que seria uma das representantes femininas para o páreo.

Já ao cargo de senador, diferentemente de outras épocas, o MDB não cogita lançar candidatos, estando propenso a apoiar o nome de Neri Geller (PP), mas não rejeita a ideia de vir a apoiar a reeleição de Wellington Fagundes (PL).

Para governador, a tendência é a sigla apoiar a reeleição de Mauro Mendes (DEM), de quem já faz parte da base de apoio.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui