Fiscalização também tem o objetivo de garantir a segurança da sociedade (Foto – Divulgação)

Na 1ª ação fiscal de 2022, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT) passará por 19 municípios e um distrito do estado. As ações que vão até 04 de fevereiro tem como foco: Construção civil, obras públicas e particulares, fiscalização de atividades relacionadas a Agronomia, assistência técnica, lavoura e construções rurais.

O gerente de Fiscalização do Crea-MT, Jakson Paulo da Conceição, destaca que a principal meta é coibir o exercício ilegal de profissões ligadas ao Sistema Confea/Crea. As ações têm o propósito de verificar a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) e a existência de profissionais habilitados em obras e serviços relacionados a Engenharia, Agronomia e Geociências.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

“A fiscalização tem o objetivo de garantir a segurança da sociedade, averiguando se esses serviços citados estão sendo prestados por profissionais devidamente registrados no Crea-MT. Através da fiscalização, impedimos que pessoas sem qualificação exerçam as atividades de profissionais legalmente habilitados. Os trabalhos são desenvolvidos com as devidas proteções exigidas pelo Ministério da Saúde”, explicou Jakson Paulo.

Alvo: Jauru, Figueirópolis D’Oeste, Indiavaí, Araputanga, São José dos Quatro Marcos, Reserva do Cabaçal, Paranatinga, Santo Antônio do Leste, Novo São Joaquim, Sorriso, Colíder, Sapezal, Itiquira, Rondonópolis, Pedra Preta, Alto Taquari, Alto Araguaia, Alto Garças e Araguaina e distrito de Ouro Branco.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui