Roberto Carlos, ontem na Câmara: “Tem muita gente estarrecida com a atitude do prefeito, inclusive secretários dele” (Foto – Divulgação)

O diretor executivo do Impro (Instituto Municipal de Previdência de Rondonópolis), Roberto Carlos Correa de Carvalho, garantiu mais uma vez que sua reeleição é legítima e só sai da cadeira com ordem judicial. O gestor, que foi reeleito com mais de 95% dos votos, tem afirmado em suas entrevistas para imprensa de Mato Grosso que o imbróglio é provocado por uma questão pessoal.

“Não existe qualquer irregularidade, a própria Prefeitura reconhece nossa eleição quando usa no título de uma matéria o termo diretor eleito. O parecer da Procuradoria é totalmente frágil. Eles estão citando uma lei, como se eu estivesse no cargo por duas eleições. Isso é apenas para confundir o cidadão. Estou no primeiro cargo eletivo e fui reconduzido por meio de eleição também. O servidor não é bobo. Eu e toda minha diretoria só vamos desocupar as gavetas diante de uma intimação da justiça. Lembrando que parecer é uma opinião técnica, não é lei. Roberto Carlos e sua equipe continuam no cargo e com o apoio de 95% dos servidores de Rondonópolis”.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————————————————————————————————

 

 

APOIO
Além de quase 100% dos trabalhadores municipais, a diretoria eleita do Impro ainda conta com o apoio irrestrito do Sispmur e de pelo menos 15 vereadores da Câmara de Rondonópolis. “Nossa presidente Geane, do Sispmur, tem dado todo respaldo para o Impro. Nosso Sindicato trabalha dia e noite em defesa do bem maior do servidor, que é sua aposentadoria. Não posso esquecer dos nossos vereadores. Eles ligam o dia inteiro oferecendo ajuda. A sociedade também está do nosso lado. Desde o dia que começou essa situação recebi ligações de apoio de praticamente todos os líderes políticos da cidade e de Mato Grosso. Tem muita gente estarrecida com a atitude do prefeito, inclusive secretários dele. Vamos à guerra e colocar o quanto antes um ponto final nisso”.

TERCEIRIZAÇÃO
Roberto está cada vez mais convicto que a invasão do Impro, marcada para acontecer até o final desta semana, existem interesses escusos. “Veja bem se o prefeito estivesse mesmo preocupado com a legalidade da minha candidatura teria pedindo impugnação quando foi aberto o prazo legal, antes mesmo da confirmação do meu nome no pleito, uma vez que ele tinha um representante na comissão. Está bem claro que existe um movimento para tomar e terceirizar o Impro. E aquela coisa, se tivéssemos um patrimônio de cem reais estaria tudo certo. Mas estamos chegando a um valor histórico de trezentos milhões. Como se diz por aí ninguém chuta cachorro morto”.

O IMPRO
O Instituto Municipal de Previdência de Rondonópolis – Impro é uma entidade de direito público, natureza autárquica com autonomia administrativa e financeira, recebendo o tratamento de “Instituto”.
O Impro se destina a assegurar aos seus segurados e a seus dependentes os meios de subsistência nos eventos de invalidez, doença, acidente de trabalho, idade avançada, reclusão e pensão por morte; e a proteger a maternidade e à família. A administração é feita de servidores que cuidam do patrimônio dos servidores, sem qualquer interferência política.
Atualmente, o patrimônio líquido do Impro é de quase R$ 300 milhões. O número de beneficiários já passa dos 900.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui