TÚNEL DO TEMPO
A nossa personagem do TÚNEL DO TEMPO desta semana é essa alegre mocinha da foto. Essa menina sapeca que passou sua infância no interior de São Paulo, onde foi Rainha do Carnaval e modelo fotográfico. Ela se formou em Educação Física e junto com sua família mudou para Rondonópolis, onde logo mostrou a que veio e começou a organizar vários shows com cantores e modelos. Hoje em dia ela é presença certa nas baladas da alta sociedade com seu sorriso e seu jeito único de se comunicar, mas nas horas vagas também é corretora de imoveis.
Está lançado mais um desafio aos palpiteiros e palpiteiras de plantão. Aquele que souber de quem se trata pode telefonar para a assessoria do Matraca, ou deixar o recado na recepção do A TRIBUNA, ou ainda mandar um e-mail para [email protected], ou pelo whatsapp (66) 99957-5513, até as 12 horas desta quarta-feira. Continua valendo para ser sorteado entre os acertadores um convite para duas pessoas na Peixaria do Rico. Boa sorte aos palpiteiros!

NO XILINDRÓ
Essa conversa rolou no xilindró, onde um dois presos conversavam para passar as horas.
– Você já ouviu falar do cara que roubou o calendário?, perguntou um deles, ao que o outro respondeu com segurança:
– Sei, ele pegou 12 meses!

MATEMÁTICA
Essa é uma piada de CDF.
– Você sabe por que o livro de matemática parece tão triste?, perguntou o CDF ao amigo, que mostrando confiança respondeu:
– Por causa de todos os seus problemas!

ANUNCIANDO…
Inconsolável com o desaparecimento de seu cachorro, o fazendeiro ouve de sua mulher que ele deveria colocar um anúncio no jornal (estou procurando aqui no A TRIBUNA) para tentar encontrar o seu auau.
Como não tinha nenhuma ideia melhor, ele fez o que a mulher disse mas, duas semanas depois ainda não havia nenhum sinal do cão, o que intrigou a esposa. – O que você escreveu no anúncio? – pergunta a mulher.
– Vem cá, Totó! – responde ele.

NO AÇOUGUE
Essa não aconteceu em Rondonópolis, mas bem que poderia ter sido por aqui, onde a situação é vem parecida.
A dona de casa vai ao açougue e pergunta ao açougueiro:
– Quanto está o quilo da carne de segunda?
– 25 reais e oitenta e cinco centavos!, responde o trabalhador.
– Credo, que roubo! O senhor não tem coração?, diz a desesperada dona de casa.
– Tenho sim, dona! Custa 28,50!, respondeu o açougueiro.

BRIGA
A fita isolante e a fita crepe, que há tempos não se entendiam muito bem, resolveram sair na porrada. Alguém sabe dizer quem ganhou a luta?
– A fita isolante, oras! Afinal, ela é faixa preta e a fita crepe, coitada, é branca.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui