O ato público em solidariedade ao presidente eleito do Impro será na frente da sede do mesmo – Foto Divulgação

A direção do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (Sispmur) fará um ato público em solidariedade ao presidente reeleito do Instituto Municipal de Previdência dos Servidores de Rondonópolis (Impro), Roberto Carlos de Carvalho. Apesar de reeleito com cerva de 95% dos votos válidos dos servidores municipais associados, não foi nomeado pelo prefeito José Carlos do Pátio (SD), o que tem gerado uma onda de revolta entre os servidores públicos municipais.

De acordo com a direção do Sispmur, o ato público seria em solidariedade à diretoria eleita do Impro, que teria cumprido todas as exigências e se elegido dentro da legalidade. “Infelizmente o prefeito José Carlos do Pátio, sem qualquer motivo, se nega a liberar a nomeação da diretoria do Impro, que está pronta desde o final de 2021. Lembrando que Roberto e seus diretores foram eleitos dentro de um processo eleitoral democrático e legítimo, reconhecido até pela gestão municipal”, afirmou por meio de nota.

O ato público convocado pelo Sispmur será nesta quarta-feira (12), a partir de 8 horas, em frente ao prédio sede do Impro.

Entenda melhor

Empossado no cargo pela primeira vez pelo ex-prefeito Percival Muniz, Roberto Carlos de Carvalho ficou à frente do Impro entre os anos de 2015 e 2018, sendo eleito em seguida para um mandato que se encerrou ao final de 2021.

No seu entendimento, ele poderia concorrer e ser eleito mais uma vez para o cargo, o que de fato aconteceu, mas o prefeito José Carlos do Pátio (SD) decidiu não assinar a portaria de sua posse, alegando que a lei veda que uma mesma pessoa presida o Instituto por mais de duas vezes, o que é contestado pelo presidente eleito, que afirma que a primeira vez que presidiu o Impro foi para um mandato tampão e que cumpria uma determinação judicial, não o impedindo de dirigi-lo novamente.

O que se comenta é que o prefeito realmente não deve empossar Roberto Carlos e que deve nomear uma pessoa de sua confiança para dirigir o Impro. Um dos nomes cogitados é de Cláudia Lugli, que inclusive já concorreu ao Impro em 2018, sendo derrotado por Roberto Carlos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui