Na sede do Sindicato dos Transportes, na Rua Pedro Ferrer, abaixo das instalações do A TRIBUNA, vai funcionar uma urna fixa (Foto – Arquivo)

Os filiados ao Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Terrestres de Rondonópolis e Região (STTRR) irão às urnas nesta sexta-feira (3) para eleger uma nova diretoria para a entidade em um pleito bastante tumultuado. Duas chapas estão na disputa e a expectativa é que o resultado da eleição seja conhecido ainda hoje.

De acordo com informações do próprio STTRR, a votação será aberta às 7 horas e se encerrará às 17 e, ao todo, 2.911 trabalhadores estão com suas contribuições em dia e aptos para votar. Essas pessoas poderão votar na própria sede do sindicato, onde ficará uma urna fixa, ou nas duas urnas volantes que irão até o local de trabalho dos associados.

Para votar, os filiados devem apresentar documentos pessoais oficiais com foto, além da carteirinha de filiação atualizada. Por conta das restrições impostas pela pandemia da Covid-19, será obrigatório a apresentação do cartão de vacinação e o uso de máscara, conforme prevê decreto municipal em vigência.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————

————————————————————————————

 

 

Logo após o encerramento da votação, será iniciada a apuração, na sede do sindicato e a previsão é que a nova diretoria eleita seja conhecida até por volta de 21h30.

IMBRÓGLIO
A eleição da entidade acontece em meio a um imbróglio que envolve as duas chapas inscritas e até a comissão eleitoral responsável por conduzir o processo sucessório.

O candidato que encabeça a chapa 2, Afonso Aragão, é acusado por membros da comissão eleitoral e da atual diretoria do STTRR de ter forjado a sua filiação e de não pertencer à categoria dos motoristas. Por sua vez, Aragão moveu uma ação contra a comissão eleitoral, conseguindo afastar o assessor jurídico da mesma e a nomeação de um interventor pela Justiça do Trabalho. Esse interventor acabou decidindo adiar a eleição por uma semana, para em seguida ser destituído da função.

Em meio a esse clima de disputa e tensão é que os quase três mil trabalhadores filiados ao sindicato irão votar para renovar a diretoria da entidade.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui