Lennon Lima: “como eu também vim de um projeto social, que não cobrava nada das crianças, eu cultivei isso dentro do meu coração” (Foto – Denilson Paredes)

O ex-jogador Lennon Lima, 41 anos, que jogou profissionalmente por vinte anos e teve passagens por grandes equipes do futebol brasileiro, como Cruzeiro, Londrina e Atlético-MG, além de ter sido vice-campeão estadual pelo Barra do Garças, com passagens até pelo futebol paraguaio e boliviano, está ministrando aulas de futebol e cidadania, gratuitamente, para crianças carentes em Rondonópolis.

“Como eu também vim de um projeto social, que não cobrava nada das crianças, eu cultivei isso dentro do meu coração: dar uma oportunidade para os meninos, além de trabalhar o caráter dessas crianças, para eles primeiro serem bons cidadãos e, depois, se tiverem oportunidade, ser um atleta de futebol profissional”, comentou.

O projeto, que leva o nome do ex-jogador, funciona no campo de futebol do bairro Jardim Rivera e trabalha ensinando os fundamentos do futebol para crianças carentes de bairros periféricos, como forma de afastar essas crianças da violência e das drogas.

 

 

———— CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

“A maneira de trabalharmos isso é pelo futebol. Nós trabalhamos com crianças de 4 a 15 anos e também ajudamos a moldar o caráter, com boas orientações para manter elas longe das drogas e do mundo do crime. Nós ensinamos os fundamentos do futebol, como táticas, técnicas e físico-técnicas também, para que desenvolvam o físico e o intelecto de forma integrada”, explica Lennon Lima.

Para participar do projeto, as crianças interessadas devem procurar o próprio Lennon no campo do Jardim Rivera, nas segundas, quartas e sextas-feiras, a partir das 15 horas, acompanhadas dos pais ou responsáveis para se matricularem. Outra forma de manter contato com o responsável pelo projeto é por meio do Instagram, na página @projetosociallennonlima ou pelo telefone (66) 99934-3059.

As aulas são inteiramente gratuitas e não é exigido sequer que a criança possua chuteira ou outros equipamentos. A única exigência é que essas crianças estudem, tirem boas notas e apresentem sempre seus boletins escolares para o treinador.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui