Na análise atual, é possível identificar que os registros de novos casos da doença em Rondonópolis mantiveram-se em queda ao longo do mês (Foto – Divulgação)

Como forma de acompanhar o andamento da pandemia, o Jornal A TRIBUNA traz o cálculo da média móvel, que é estabelecido por meio da análise da queda e aumento no número de casos na cidade. A avaliação foi realizada a partir dos dados oficiais do boletim epidemiológico da Covid-19 da Secretaria Municipal de Saúde, que são divulgados diariamente.

O cálculo teve como base as semanas compreendidas entre os dias 5 e 11 de novembro e 19 e 26 de novembro. Com base nas informações, foi possível verificar que a média móvel diminuiu com relação ao número de casos registrados na cidade. Na semana 1, entre 5 e 11 de novembro, a média móvel dos casos foi de 7,14, enquanto na semana 2 (entre 19 e 26 de novembro), a média móvel de casos da doença ficou em 4,57. Com isso, houve redução de 35,99% na média móvel de casos no período.

Os indicadores encontrados por meio do cálculo da média móvel permitem mostrar se os casos de Covid-19 estão aumentando, diminuindo ou estáveis. A partir dessa análise, é possível acompanhar a evolução da pandemia.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

Na análise atual, é possível identificar que os registros de novos casos da doença em Rondonópolis mantiveram-se em queda ao longo do mês. Em números totais, foram registrados na semana 1 (entre os dias 5 e 11 de novembro), 50 casos da doença, enquanto que na semana 2 (entre os dias 19 e 26 de novembro) os registros somaram 32 novos casos.

A análise da média móvel de óbitos em decorrência da doença não foi realizada em função de não haver registro de mortes no período compreendido entre os dias 5 e 11 de novembro.

A cidade ficou 39 dias sem registrar mortes, voltando a confirmar um óbito somente nesta semana, no último dia 23 de novembro, quando uma mulher de 26 anos morreu em função da Covid-19.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui