De acordo com a Nasa e com a ESA, as rochas espaciais não são uma ameaça para a Terra, mas os testes são significativos para futuras ações envolvendo asteroides (Foto – Divulgação/Nasa)

Nada de filme hollywoodiano ou ficção científica. Uma missão da Nasa, agência espacial dos Estados Unidos, estava prevista para ser lançada na madrugada desta quarta-feira (24) rumo a um asteroide no espaço.
É a Dart (Missão de Teste de Redirecionamento de Asteroide Binário, na sigla em inglês), que tem o objetivo de avaliar se é possível mudar o curso de um desses corpos celestes com o impacto de uma espaçonave.

Com cerca de 620 quilos (kg) e 19 metros (m) de diâmetro, a nave será lançada em um foguete da Space X, o Falcon 9, direto da Base da Força Espacial de Vandenberg, na Califórnia.

Segundo a Nasa, o alvo da missão é o asteroide Dimorphos, que faz parte do sistema duplo e orbita um maior batizado de Didymos.
A missão conta com a colaboração da Agência Espacial Europeia (ESA), que ajudará no trabalho de rastreio e contato com a espaçonave.
De acordo com a Nasa e com a ESA, as rochas espaciais não são uma ameaça para a Terra, mas os testes são significativos para futuras ações envolvendo asteroides.

A Dart deve atingir Dimorphos em 2022 – um choque que deve alterar ligeiramente a rota e formar uma cratera, o que deve ser captado por telescópios terrestres.

Em 2024, uma outra missão da ESA seguirá rumo aos meteoros para fazer a coleta de dados e avaliar o impacto nas rochas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui