Iniciativa de vereadores propõe soluções para a problemática dos moradores de rua que perambulam pela cidade e dormem em praças e outros espaços públicos (Foto – Arquivo)

Vereadores rondonopolitanos vão criar uma Frente Parlamentar e um Comitê Permanente para debater e propor soluções para a problemática dos moradores de rua que perambulam pela cidade e dormem em praças e outros espaços públicos. A decisão foi tomada após a realização de uma audiência pública para tratar do assunto, que aconteceu na noite de anteontem (22), na Câmara Municipal.

De acordo com a vereadora Marildes Ferreira (PSB), a audiência pública serviu como um ponto de partida para que o assunto ganhasse mais visibilidade.

“Há dias venho percebendo essas pessoas que vivem pelas praças, que se prostituem e resolvi fazer alguma coisa. Todos os dias à noite, durante uma semana, visitei esses moradores de rua e conversei com muitos deles, querendo saber quem são, de onde são e em que situação elas vivem. Eu vi que há o morador de rua, a prostituição e o dependente químico que se juntam nas dificuldades. E eu me perguntei o que o Executivo tem feito por essa gente, que política pública há para essas pessoas”, enfatizou.

Ela continua explicando que será constituída uma Frente Parlamentar para contribuir com o debate e buscar alternativas para essas pessoas em situação de rua, como a possível construção de um albergue e a qualificação profissional como forma de reinseri-las na sociedade.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————

————————————————————————————

 

 

“Já encaminhamos um ofício (à Mesa Diretora da Câmara) criando essa Frente Parlamentar, que servirá para institucionalizar as nossas ações fora do parlamento, em tudo que tange ao morador de rua. Por meio dessa Frente, vamos cobrar políticas públicas e correr atrás de recursos para custear essas políticas”, completou a vereadora.

Na mesma audiência, também foi criado um Comitê Permanente de Políticas Públicas de Assistência Social com a participação de entes públicos e entidades da sociedade civil organizada, assim como instituições que trabalham com moradores de rua, também com o objetivo de discutir e propor soluções ao poder público, além de resguardar as ações da Frente Parlamentar.

A Frente Parlamentar será composta pela própria Marildes, que será a presidente, e terá como membros os vereadores Jonas Rodrigues (SD) e Adonias Fernandes (MDB).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui