Famílias na espera de apartamento no Residencial Celina Bezerra ainda não sabem quando receberão as chaves – Foto: Arquivo

Ainda não será em 2021 que os apartamentos do Residencial Celina Bezerra, localizado na região do Grande Conquista, após o Parque de Exposições, serão entregues aos contemplados em Rondonópolis. A promessa inicial era entregar as primeiras unidades desse conjunto habitacional em 2020 (o que não ocorreu) e, depois ficou para 2021, mas também não haverá condições para que isso ocorra neste ano.

Questionada pelo A TRIBUNA, a Secretaria Municipal de Habitação e Urbanismo informou que os prédios com os 1440 apartamentos de uma das etapas do referido residencial já estão prontos. No entanto, falta concluir para a entrega as obras da perfuração do poço artesiano e da rede elevatória de esgoto.

Ainda assim, apesar de ter 1440 apartamentos, a Prefeitura de Rondonópolis realizou, em agosto de 2020, apenas o sorteio das primeiras 600 unidades do Residencial Celina Bezerra. As demais famílias sequer foram sorteadas. O Município também não informou sobre os procedimentos formais para a confecção dos contratos e, na sequência, assinatura dos mesmos.

Nos últimos anos, os insistentes adiamentos têm feito parte do processo de entrega de residenciais populares em Rondonópolis. Foi assim também com o Residencial Dona Neuma, no final da Rua Rio Branco, onde as promessas de entregas das chaves iniciaram em 2019 e ainda em janeiro de 2021 havia famílias no aguardo. Neste caso, os contemplados remanescentes assinaram contrato e receberam chaves em fevereiro deste ano.

As obras do Residencial Celina Bezerra iniciaram em 2013 e sofreram uma grande paralisação. Após a retomada da atual etapa, o problema foi a morosidade das obras. Uma outra etapa desse residencial, com 1.152 apartamentos, não teve as obras retomadas.

Em Rondonópolis, são 12.230 famílias de baixa renda cadastradas e na espera de uma moradia popular.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui