Na foto, as irmãs Lúcia e Luciene, junto do pai José Otaviano (Foto – Divulgação)

Após a publicação de reportagem do A TRIBUNA, o caminhoneiro Anderson Onório Ferreira, morador em Valparaíso (SP), descobriu e localizou quatro irmãos por parte de pai em Rondonópolis. Ele havia entrado em contato com o jornal na esperança de que alguém pudesse ajudá-lo na localização de um meio-irmão, mas, na verdade, são quatro meio-irmãos que possui na cidade.

Anderson é filho de José Otaviano Ferreira Filho, mas não chegou a ser criado pelo pai, o qual saiu de casa quando ele era bebê. Ele nunca teve conhecimento do paradeiro do pai, até que recentemente teve acesso a uma notícia na internet informando que José Otaviano foi morto aos 59 anos em uma briga de vizinhos, no dia 10 de março de 2021, em Rondonópolis.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————

————————————————————————————

 

 

Anderson estava à procura inicialmente do irmão por parte de pai, o vaqueiro Valteir Santos Ferreira, cuja pessoa ficou sabendo após ter procurado informações na polícia sobre a morte do pai. Ele explicou que já trabalhou uma época em Rondonópolis e, por isso, se lembrou da existência do A TRIBUNA, o qual pesquisou na internet.

Com o pedido de ajuda, a reportagem do A TRIBUNA logo se espalhou em Rondonópolis e chegou ao conhecimento das filhas de José Otaviano que residem na cidade.

Anderson Onório descobriu que possui quatro irmãos em Rondonópolis (Foto – Divulgação)

Assim, os irmãos puderam se falar por telefone. Anderson soube que, ao vir para Rondonópolis, José Otaviano conheceu Marlene Santos, com quem teve quatro filhos: Valteir, Marcilene, Lúcia e Luciene. Ele disse que foi uma surpresa saber que tinha mais três irmãs na cidade, além do irmão Valteir que a polícia revelara através do boletim de ocorrência.

Anderson disse que pretende vir conhecer os irmãos em Rondonópolis o mais breve possível, mas não tem como dar uma data certa em função do trabalho. “Fiquei chocado pela forma que o meu pai foi morto e, por outro lado, feliz por ter localizado meus irmãos, que aliás são bem parecidos comigo”, externou ele à reportagem, acrescentando que pretende continuar se relacionando com os irmãos rondonopolitanos.

Aqui em Rondonópolis, Lúcia, que mora no Globo Recreio, explicou à reportagem que o pai comentava que tinha um filho legítimo e uma filha de criação, que moravam em São Paulo. A informação do paradeiro de Anderson, conforme Lúcia, foi um momento emocionante por um lado, pois não esperava esse encontro e, por outro lado, difícil porque os fizeram reviver da morte trágica do pai.

Lúcia contou que José Otaviano e Marlene não chegaram a se casar no papel, mas que o pai externava ser um grande desejo dele rever o filho legítimo e a filha de criação que haviam ficado em São Paulo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui