(*) Orlando Sabka

É gritante a falta de medicamentos nas farmácias do município, a começar pela farmácia central, entre as Av. Rio Branco e Bandeirantes, cuja maioria dos medicamentos está em falta há mais de um (1) ano e assim acontece em todas as demais.

A população sofre com isso, pois são medicamentos de uso contínuo e telefonar para os telefones da Secretaria Municipal de Saúde não adianta nada, pois, por mais que a gente insiste pelos diversos telefones, ninguém atende. É, em nosso modesto entendimento, falta de respeito e consideração para com o cidadão rondonopolitano. Ou eles estão abarrotados de serviço ou é instrução superior para não atender nenhum telefone. Na prefeitura também ninguém atende ao telefone do gabinete do prefeito, mas, pelo que observamos, o município continua a asfaltar as ruas dos bairros, dando a entender que asfalto é mais importante do que a saúde de nossa gente, infelizmente.

A vacinação contra a Covid-19 continua lenta em Rondonópolis e em muitos postos de vacina faltam vacinas e hoje, por exemplo, dia 15/10/2021, na COHAB, às 14:30h, faltaram vacinas para os idosos acima de 60 anos, a dose de reforço. As poucas vacinas enviadas para a COHAB foram insuficientes. A alegação foi de que pessoas de outros bairros buscaram se vacinar ali na COHAB e muitos residentes do bairro não puderam ser vacinados. Fomos informados de que não sabiam quando haveria vacina novamente. Aguardar, simplesmente aguardar.

(*) Orlando Sabka é articulista em Rondonópolis

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui