Na Rua dos Radialistas, a água destruiu o asfalto e se formou um grande atoleiro no meio da via (Foto – Denilson Paredes)

Moradores estão preocupados com a situação de algumas ruas que fazem a ligação entre os bairros Vila Ipê e Jardim Luzdayara, na região da Vila Operária. Pavimentadas há pouco mais de um ano, as vias não contam com um sistema de drenagem e estão tomadas pela água da chuva empossada e pela lama que já destruiu boa parte do pavimento.

Uma das ruas mais problemáticas é a dos Radialistas, onde constantemente acontece o acúmulo de uma grande quantidade de água das chuvas e também muita lama, dificultando a vida de quem precisa passar por ali, principalmente se for a pé.

 

 

———— CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

O acúmulo de água é tanto que parte do asfalto foi corroído e já se formou um atoleiro no meio da rua, deixando a via mas intransitável que antes da pavimentação.

“Isso aqui deixa a gente com vergonha. Além de incomodar muito, pois tem sempre motoqueiro e motorista desviando do atoleiro e passando por cima da calçada. A gente tem vergonha de morar perto desse lamaçal. Espero que isso seja resolvido o quanto antes”, desabafou uma moradora que preferiu não ser identificada pela reportagem.

Além da água acumulada e dos buracos, o mato tomou conta de parte da Rua José Alves de Lima (Foto – Denilson Paredes)

Da mesma forma, a Rua José Alves de Lima também está bastante danificada e com parte do seu pavimento tomado por uma grossa camada de terra e cascalho, que somados aos grandes buracos, ao acúmulo de água sobre a pista e ao matagal que toma conta de parte da pista e suas laterais, dão um ar de abandono ao local.

Em menor proporção, outras ruas próximas, asfaltadas na mesma época, sofrem com problemas semelhantes, todos decorrentes da falta de um sistema de drenagem de águas da chuva.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui