(*) Isaias Dias

Eu vi o ALQUIMISTA DO PANTANAL
Passando no seu disco-voador,
Como o Raul cantava triunfal
Com o seu MANUAL DO VENDEDOR.

Misturou o ANEXO AO NEXO,
Virou O BEBÊ-PEÃO E SEU CAVALO DE PAU,
A INCISÃO PERFEITA me deixou perplexo.
Com uma confusão em alto grau.

Vi-o, pelas ruas PERAMBULANDO
Como quem não tem nada para fazer
Vive como um menestrel pulando.
O que mais gosta, é de escrever
Como um artista vai iluminando
Inventando histórias que nos dar prazer.

(*) Isaías Dias é poeta e romancista. Membro da ARL. Autor do livro “A Chalana do Adeus”

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui