Sebastião Rezende: indicação ao Governo do Estado (Foto – Arquivo)

O deputado estadual Sebastião Rezende apresentou uma indicação ao Governo do Estado mostrando a urgente e imprescindível necessidade de envidar esforços no sentido de que Mato Grosso leve à próxima reunião do Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária), para a devida discussão e consequente aprovação nos estados membros, a proposta de aumento do teto de isenção de ICMS na compra de carros 0km para Pessoas com Deficiência (PcD).

Em sua justificativa, Rezende lembra inicialmente que, recentemente, o presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que estabelece até 31 de dezembro de 2021 o teto de R$ 140.000,00 para a isenção de IPI(Imposto sobre Produtos Industrializados) na compra de veículos novos por Pessoas com Deficiência – Lei nº 14.183 de 2021.

Porém, em relação ao ICMS, pontua que a sua isenção não é tratada em lei e, sim, em um convênio entre todas as Secretarias Estaduais de Fazenda, formando o Confaz, que é presidido pelo Ministro da Economia, Paulo Guedes.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————————————————————————————————

 

 

Nesse sentido, o convênio de que trata do assunto é o “Convênio ICMS 38/12, de 30 de março de 2012”,o qual concede isenção do ICMS nas saídas de veículos destinados a pessoas portadoras de deficiência física, visual, mental ou autista, cujo teto é de R$ 70.000,00. “À vista disso, para que as isenções de ICMS e IPVA sejam alteradas, é preciso que o Confaz decida por unanimidade pelo aumento do teto em reunião com todos seus membros. Contudo, não tem como precisarmos quando haverá discussão do referido benefício”, informa o deputado.

Desse modo, Sebastião Rezende atesta que torna-se imprescindível que o Estado de Mato Grosso leve esse tema para a próxima reunião do Confaz, buscando unificar/elevar os tetos para o valor de R$ 140.000,00. “Neste cenário, o aumento do valor teto para isenção de ICMS na compra de carros 0km para PcD, baseada nos mesmos termos da Lei Federal nº 14.183 de 2021, é medida que se impõe”, reforça na justificativa.

A indicação do parlamentar foi lida e aprovada em votação única na 51ª sessão ordinária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, ocorrida no dia 11 de agosto de 2021.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui