Israel Borges, atual presidente do Democratas: “vai surgir um grande partido” (Foto – Arquivo)

A fusão entre o DEM e o PSL é vista como positiva em Rondonópolis. “A fusão, automaticamente, formará um partido grande. Alguns vão ficar descontentes e devem deixar a nova sigla que se chamará União Brasil com o número 44. Mas outros filiados virão já que será um partido novo e com novos projetos. Além de tudo, o novo partido terá um vereador na Câmara Municipal, o Marisvaldo Gonçalves, hoje no PSL”, avalia o empresário Israel Borges, atual presidente local do Democratas.

Ele explica que o União Brasil também terá o deputado Claudinei Lopes que hoje está no PSL, mas já teria anunciado que irá se filiar a outro partido assim que abrir a janela para troca de legendas sem a perda do mandato, em março do ano que vem.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————————————————————————————————

 

 

O DEM e o PSL oficializaram, anteontem, a decisão de se fundirem em um só partido que se chamará União Brasil. A fusão foi confirmada pelas duas legendas após convenções partidárias nacionais. O União Brasil, no entanto, só existirá oficialmente após aprovação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Embora não haja uma posição definida, o novo partido trabalha com a possibilidade de lançar um candidato à Presidência da República em 2022, talvez esta é a situação que fará o deputado delegado Claudinei deixar a sigla, uma vez que ele deve apoiar a reeleição do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido).

O PSL tem, atualmente, a maior bancada da Câmara, com 54 deputados. No Senado, o partido tem dois representantes. Já o Democratas tem 28 deputados, a 11ª maior bancada. No Senado, o partido tem seis representantes, além do presidente da Casa e do Congresso, Rodrigo Pacheco, de Minas Gerais.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui