ESTADO DE ALERTA
Por recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, o presidente Jair Bolsonaro cumprirá a norma de quarentena depois de desembarcar em Brasília na manhã desta quarta-feira (22).Inicialmente, o presidente ficará em isolamento por 5 dias e fará um exame para detectar a presença do vírus no 6º. Portanto, Bolsonaro deverá ficar recluso no Palácio da Alvorada até a próxima segunda-feira. Um dia depois, na terça-feira, deverá fazer o teste. Ele decidiu cancelar viagem ao Paraná que estava programada para esta sexta-feira (24). O aviso foi feito pelo Palácio do Planalto às autoridades envolvidas na agenda.

TUDO ERRADO
Nos corredores palacianos, auxiliares de Bolsonaro comentam que contaminação do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, por Covid-19 foi recebida como um banho de água fria entre os integrantes da comitiva de Bolsonaro na ONU.– Aconteceu na hora errada e no lugar errado. Pelo que a coluna apurou, havia um clima de “otimismo” e “satisfação” com o discurso feito pelo presidente, mesmo com a enxurrada de protestos e críticas sobre sua conduta como único líder não vacinado a participar do encontro da ONU.

PAUTA FORTE
Senadores elegeram, nesta quarta-feira (22/9), o senador Wellington Fagundes (PL-MT) para a presidência da Subcomissão Permanente de Proteção ao Pantanal. O vice-presidente do colegiado será o senador Izalci Lucas (PSDB-DF).Instalada nesta manhã, a subcomissão vinculada à Comissão de Meio Ambiente (CMA) ficará responsável por analisar e discutir “temas pertinentes à proteção do bioma Pantanal e para propor aprimoramento da legislação e políticas públicas e outras ações para proteção desse patrimônio nacional”.A subcomissão também servirá para monitoramento dos incêndios que atingem o Pantanal há mais de um ano — as maiores dos últimos 10 anos.

GERAÇÃO Z
Uma pesquisa feita com 4 mil jovens brasileiros com idades entre 12 e 24 anos, pelo aplicativo Yubo, revelou que 79% das pessoas desta faixa etária acreditam que as vacinas contra a Covid-19 são a chave para o fim da quarentena. A maioria delas espera se vacinar para proteger familiares e amigos próximos.Os resultados da pesquisa da plataforma de live streaming de áudio e vídeo voltada para a geração Z foram divulgados este mês e mostram como os jovens enxergam a campanha de imunização do país.

LEVANTAMENTO AGRO
O valor da produção agrícola brasileira voltou a bater recorde em 2020, embalado por uma combinação de fatores que vai desde preços elevados e demanda aquecida por commodities no mercado externo até condições climáticas positivas.O cenário é retratado pela pesquisa PAM (Produção Agrícola Municipal) 2020, divulgada nesta quarta-feira (22) peloNo ano passado, o primeiro sob influência da pandemia de coronavírus, o valor da produção agrícola nacional chegou a R$ 470,5 bilhões, um avanço de 30,4% frente a 2019. É o recorde em termos nominais (sem levar em conta a inflação) da série histórica do IBGE. O levantamento reúne dados a partir de 1974.O resultado de 2020 consolida um período de sucessivas elevações no valor da produção. De 2011 até o ano passado, o indicador caiu apenas em 2017, segundo o IBGE.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui