Visita dos técnicos da Empaer e voluntários da entidade (Foto – Divulgação)

Técnicos da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), numa ação voluntária, estiveram na Unidade II da Casa Esperança, localizada na MT-270, saída para Guiratinga, para definir o cronograma de cursos de plantio e manejo da terra para mais de 40 homens em vulnerabilidade social e que se encontram internos na unidade.

A informação foi repassada pelos membros voluntários da casa, a empresária Djanira Logrado e o bancário Almir Araújo.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————————————————————————————————

 

 

“Os técnicos da Empaer vão repassar instruções importantes para os internos poderem ter bons resultados no plantio da horta, árvores frutíferas, dentre outras. Esta atividade existe na Casa Esperança como uma forma de valorização de cada interno e uma maneira de sempre mantê-los em atividade produtiva, com o propósito de trabalhar a ressocialização de cada um deles”, explicou Djanira Logrado.

Área de plantio da Casa Esperança (Foto – Divulgação)

De acordo com Almir Araújo, a agenda de cursos seguirá até o mês de dezembro, inclusive com experimentos do cultivo do capim-açu, usado como alimento para animais e a chamada mandioca pãozinho. “Com esta parceria, os internos vão ter a oportunidade de aprender técnicas importantes para o cultivo. Isso é muito importante para a ressocialização. Toda a produção de alimentos, a princípio, será usada no consumo da entidade que possui outras unidades na cidade”, externou Almir Araújo.

Existe agora a discussão para que a atividade de plantio se torne realidade também na unidade feminina da Casa Esperança.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui