Argemiro Ferreira: nome desponta como um possível candidato a prefeito de Rondonópolis nas eleições de 2024 (Foto – Arquivo)

Nos bastidores da política local, o nome do atual diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder), Argemiro Ferreira, é cotado para a sucessão municipal nas eleições de 2024. O prefeito Zé Carlos do Pátio (SD), pela atual legislação, não poderá disputar a reeleição novamente. Além disso, ainda existe a possibilidade de Zé do Pátio ter que renunciar ao cargo de prefeito, caso decida mesmo se candidatar a governador de Mato Grosso no próximo ano.

Segundo informado à reportagem, recentemente, numa conversa entre o prefeito e Argemiro, Pátio teria lhe perguntado se ele teria a intenção de disputar algum cargo eletivo nas próximas eleições, como deputado estadual ou federal.

 

 

————  CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE  ————
————————————————————————————

 

 

Em resposta, o capitão Argemiro teria declarado que se for disputar um cargo eletivo algum dia será o de prefeito. Após esta conversa, até pessoas ligadas ao grupo do atual prefeito já começaram a articular a possível candidatura ao Paço Municipal do atual presidente da Coder. Existe até a conversa de convidar um promotor de Justiça da cidade para fazer chapa como vice-prefeito.

De acordo com a avaliação dos articuladores, Argemiro tem condições reais de conseguir reunir em seu projeto lideranças tanto de esquerda como de direita e ainda contaria com forte apoio da sociedade organizada que atualmente vem contribuindo para a manutenção do Hospital Santa Casa.
Argemiro Ferreira tem uma vasta experiência em cargos públicos de relevante apoio à administração municipal, como secretário de Transporte de Trânsito, secretário de Infraestrutura do Município cargo cumulativo em que permaneceu durante 6 meses, secretário de Infraestrutura do Município e Secretário de Gestão. Atualmente, ocupa o cargo de diretor-presidente da Coder.

PERFIL
Argemiro Ferreira nasceu no dia 12 de julho de 1958, na cidade de Campo Grande, hoje capital de Mato Grosso do Sul, e chegou em Rondonópolis no ano de 1977 como aluno do Curso de Formação de Oficiais (CFO), no 18º Grupo de Artilharia e Campanha, onde permaneceu por vários anos até atingir o posto de capitão.

Na cidade, constituiu família e, no ano de 1984 se casou com Sandra, com quem tem duas filhas. Além da carreira militar, ele se formou em Biologia e exerceu a docência em várias instituições de ensino de Rondonópolis. Hoje é aposentado como professor e atuou como empresário da construção civil.

2 COMENTÁRIOS

  1. Legal! Não fez nada na SETRAT em décadas, não fez nada na CODER e agora quer fazer nada na cadeira do Prefeito!
    Estamos mesmo lascados! Se não é o Zé Buscapé do Pátio, é o Barba Tracajá Muniz… …agora vem o zero à esquerda do Argemiro querer fazer história como mais um incompetente à sentar na cadeira do prefeito!
    Rondonópolis tem mesmo que ser estudada! Como é que pode tanta gente incompetente tentando sentar na cadeira do Prefeito!

    O pior é quando comparamos cidades como Primavera do Leste, Sinop, Sorriso, Lucas do Rio Verde, e tantas outras do Estado… …todas são mais bonitas e bem cuidadas! Rondonópolis passa por um caso crônico de incompetência na gestão pública!

    Claro, não dá pra deixar os vereadores fora disso: UM PIOR QUE O OUTRO!

    Que Deus nos ajude!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui